OPINIÃO
06/01/2016 22:03 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02

Comece o ano sem estresse: Não leve tudo muito a sério

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse não é considerado uma doença, porém afeta cerca de 90% da população do mundo inteiro e certamente é a porta de entrada para muitas doenças.

Jamie Grill via Getty Images
Woman with head in hands

Você acorda cansado (a) para trabalhar? Está com uma sensação de que não dormiu bem à noite? Possui alteração constante de humor? Está se sentindo desanimado (a)? Sente uma tensão muscular crônica e sente ansiedade?

Cuidado!

Estes são sintomas evidentes de que você está sofrendo de estresse.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse não é considerado uma doença, porém afeta cerca de 90% da população do mundo inteiro e certamente é a porta de entrada para muitas doenças: hipertensão, obesidade ou potencialização de pessoas já obesas, infecções decorrentes da baixa imunidade, depressão, doenças cardiovasculares, pulmonares, além de alguns tipos de câncer.

O estresse é uma reação orgânica do nosso corpo, cuja excitação emocional é norteada por preocupações, frustrações e irritações decorrentes dos desafios que o dia a dia nos apresenta.

Os médicos psiquiatras e pesquisadores Richard H. Rahe e Thomas H. Holmes da Universidade de Washington nos Estados Unidos, elaboraram uma escala (The Social Readjustment Rating Scale), que vai de 10 a 100, dos principais fatores causadores do estresse. São elas:

Férias - 13

Problemas com o chefe - 23

Grandes conquistas pessoais - 28

Gravidez - 40

Reconciliação conjugal - 45

Aposentadoria - 45

Demissão do trabalho - 47

Casamento - 50

Morte de um ente querido - 63

Prisão - 63

Divórcio - 73

Morte do cônjuge - 100

Por isso, comece o ano diferente. Crie consciência de que você precisa ter controle emocional, principalmente no ambiente de trabalho, local onde você passa grande parte do tempo; elimine, por exemplo, o consumo de café, álcool, cigarros e não absorva de maneira rancorosa e raivosa todas as dificuldades com coisas e pessoas.

Eu sempre digo que as vezes é preferível "engolir gato de ré" do que ficar estressado por pouca coisa. Não leve tudo muito a sério. Estes são os princípios básicos para evitar o estresse e trazer melhorias na sua qualidade de vida.

Lembre-se; 95% das nossas preocupações são infundadas. O medo paralisa nossas vontades e sonhos. Não se antecipe em criar um problema onde não existe um.

Não podemos eliminar o estresse totalmente, mas podemos aprender a conviver com ele, afinal, nosso cérebro tem uma capacidade de compreensão e adaptação extraordinária.

LEIA MAIS:

- 6 sinais de que você precisa consultar um profissional de saúde mental

- Depressão é doença, não frescura

- Como o estresse afeta o corpo?

Também no HuffPost Brasil:

Galeria de Fotos As 10 profissões que mais causam estresse Veja Fotos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: