OPINIÃO
13/11/2014 13:33 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

Onde está Wally? Onde nós estamos?

Divulgação

Estamos perdidos. Faz mais ou menos dois anos que assisti ao filme argentino Medianeras e, desde então, me sinto um tanto quanto desligado de tudo.

Teorias da conspiração indicam que Mark Chapman foi levado a matar John Lennon ao ler "O apanhador no campo de centeio", do escritor J.D.Salinger. O livro foi encontrado na casa do assassino.

O que quero dizer com isso é que talvez existam alguns filmes/livros que funcionam como gatilhos. Eu, após ver Medianeras, me tornei demasiadamente lunático. Felizmente, nenhuma homicídio foi cometido.

Em determinado momento do filme, Mariana, uma das protagonistas, se pergunta:

"Se, mesmo sabendo quem eu procuro, não consigo achar... Como vou achar quem eu procuro se nem sei como é?"

O filme, que utiliza muito bem a lógica do livro de ilustrações "Onde está Wally", do ilustrador britânico Martin Handford, leva o telespectador a uma viagem de pura introspecção.

Onde nós estamos nisso tudo? O mundo dá voltas, mas a gente parece não sair do lugar quando se trata de responder perguntas básicas, como de onde viemos e para onde vamos.

Recomendo que ninguém veja o filme. Aos que já viram e não foram afetados, faço um pedido público: por favor, me contem como.

Texto publicado originalmente no Puta Letra.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

TAMBÉM NO BRASIL POST:

9 dicas para controlar a ansiedade