OPINIÃO
23/04/2015 12:52 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Arma + Bíblia = Fundamentalismo avançando a galope em Brasília

Como se vê, essa legislatura - eleita de maneira legítima, diga-se - vai tentar criar uma versão brasileira da Idade Média. E pelas pautas e opiniões, ela está logo ali.

Reprodução/Facebook

Autor do projeto de lei 3722/12, que altera o Estatuto do Desarmamento e facilita o acesso a armas de fogo no Brasil, o deputado federal Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC) postou uma imagem polêmica em sua página no Facebook.

Desamparados pela lei dos homens. Amparados pela lei de Deus.Sigamos em frente!

Posted by Rogério Peninha Mendonça on Segunda, 20 de abril de 2015

A postagem, que une uma arma de fogo e uma Bíblia, é mais um capítulo no avanço de pautas encampadas pela legislatura mais conservadora do Congresso Nacional, mais notadamente na Câmara dos Deputados.

Não por acaso, o projeto de lei que trata da diminuição da maioridade penal tem como os seus 'principais argumentos' passagens da Bíblia. Integrante da chamada 'Bancada da Bala', o deputado Peninha acabou acusado de "fundamentalismo" pelo seu colega de Câmara, Jean Wyllys (PSol-RJ).

OS FUNDAMENTALISTAS, A BÍBLIA E O "DIREITO"... A ASSASSINAR?A abolição da pena de morte é um marco civilizatório,...

Posted by Jean Wyllys on Quarta, 22 de abril de 2015

Não é o primeiro parlamentar conservador que Wyllys confronta. Recentemente, o deputado do PSol se envolveu em uma nova polêmica com Jair Bolsonaro (PP-RJ), outro parlamentar que nutre apreço por pautas conservadoras.

O uso dos conceitos rígidos do militarismo e uma doutrina religiosa deram origem, não faz muito tempo, a outro grupo intitulado Gladiadores do Altar, criação da Igreja Universal do Reino de Deus. Tal 'Exército' fala em apenas doutrinar, sem explicar a razão de ter de lançar mão do militarismo nesse processo.

Não é possível perder de vista que o Estado Islâmico, organização que vem espalhando destruição e terror no Oriente Médio, é o mais claro exemplo do que o fundamentalismo pode causar quando reunido com uma interpretação particular de uma religião - neste caso, o islamismo.

Como se vê, essa legislatura - eleita de maneira legítima, diga-se - vai tentar criar uma versão brasileira da Idade Média. E pelas pautas e opiniões, ela está logo ali.

LEIA TAMBÉM

- 10 motivos para temer a bancada BBB, 'Bíblia, Boi e Bala', do Congresso Nacional

- Novo ministro da Secretaria de Direitos Humanos faz discurso contra 'setores conservadores'

Galeria de Fotos O Brasil elegeu estas 'peças' em 2014 Veja Fotos