OPINIÃO
29/04/2015 17:59 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

#SomosTodosProfessores

Se você acha que postar selfie com camiseta do Brasil ao lado de um policial é exercer cidadania, acredite: você está fazendo isso errado.

GIULIANO GOMES/ESTADÃO CONTEÚDO

Eu nem sei direito por onde começar... Às vésperas da primeira manifestação deste ano escrevi sobre minhas razões para não fazer parte dela e sobre o como sentia que a revolta dos cidadãos de bem era seletiva. Esse post gerou muita polêmica e fui muito aplaudida e também muito criticada.

Desde ontem ao olhar as imagens da reação do governador do Paraná e seu secretário de Segurança Pública contra os professores que protestam por uma manobra do governo bastante escusa e duvidosa meu coração está apertado. Fico olhando a timeline dos outrora indignados que nos convocavam para as ruas e estão repletas de memes motivacionais e assuntos aleatórios. Como podem não se solidarizar com essa causa e com os desmandos deste governador simplesmente por ele ser do PSDB? Como podem ter orgulho de terem ido às ruas com camisa amarela e bandeira na mão com a escolta da polícia enquanto esta mesma polícia massacra com bombas, jatos de água e balas de borrachas professores do Estado e demais manifestantes? Como podem fingir que nada está acontecendo? O quão perversa pode ser a ideologia partidária ou o ódio contra um partido?

Neste momento não consigo ponderar. Não consigo olhar os dois lados. Não consigo sentir senão raiva e desgosto somadas à uma enorme decepção pela sociedade que nos tornamos. Penso apenas na mãe de uma das minhas melhores amigas que está lá no meio lutando pelos direitos de toda uma classe ESSENCIAL à nossa sociedade.

A luta não é mais dos professores (para mim nunca foi). A luta é pela democracia! Pelo direito de ir e vir sem ser trucidado pela máquina do Estado. Sem ser atacado de forma truculenta pelo aparato policial que está praticamente inteiramente destacado para isso ao invés de estar cumprindo a sua função de proteger os cidadãos paranaenses. Faço minhas as palavras dos outrora indignados para dizer que "quem não por nós é contra nós". Sim! Se você não está fazendo nada, se você está aceitando essa situação você está do lado do opressor! Se você acha que postar selfie com camiseta do Brasil ao lado de um policial é exercer cidadania acredite: você está fazendo isso errado.

O texto da minha amiga e colunista aqui da Self Andressa Barichello expressa de maneira contundente e tomo a liberdade de usar as palavras delas neste momento em que meus olhos se enchem de lágrimas e meu coração palpita mais forte indignado.

"É fácil ir às ruas quando a polícia está lá pra fazer a sua segurança e deixá-lo avançar livremente. Quando a mídia faz do seu protesto um espetáculo da família tradicional e cristã brasileira. Quando há total segurança quanto ao seus direitos e quanto a sua integridade fisica e psicológica. Quando há ares e colorido de carnaval.

É muito fácil protestar quando há uma corja de poderosos interessados em que isso aconteça livremente, justamente para enfraquecer a democracia e permitir que um golpe, que não viria da presidente, possa, quem sabe, acontecer por outras mãos. Não causa estranheza a vocês protestos tão cool como aqueles?

É muito fácil bater panela afirmando seu cansaço com argumentos pífios de meritocracia, sem qualquer receio em ser perseguido e morto por isso.

Coragem e patriotismo? Ah, coragem e patriotismo são bem outra coisa. Algo como ir à luta quando há verdadeiro e iminente perigo. Mas nesse nosso mundo onde sede não é nada e imagem é tudo, parece já estar de bom tamanho ir às ruas para tão somente fazer a linha de corajoso e patriota. Fingir que vai a luta quando se é alguém empobrecido em discurso que sequer se apercebe ratificar por tabela as pautas de canalhas que defendem intervenção militar é muito fácil.

Assim como é muito fácil ir às ruas quando há liberdade, paz, cervejinha e céu azul. Sonho pelo dia em que possamos verdadeiramente ter coragem de ir às ruas. Nesse dia, estaremos lá, firmes, quando e onde houver crime, pimenta nos olhos e bomba de gás lacrimogênio. Quando e onde houver ares de violência e colorido de ditadura.

Enquanto esse dia não chegar, fiquemos em casa. Antes a covardia do que a canalhice de uma indignação histérica, seletiva e partidária.

Todo apoio aos corajosos e patriotas professores!"

Para quem não é do Paraná, como a mídia tradicional não está cobrindo a nossa amostra grátis de ditadura, seguem algumas imagens que falam por si.

Esse post é de indignação e revolta na semana de entrega do Imposto de Renda em que constatei mais uma vez que os mesmos indignados com a corrupção petista fecham os olhos para a própria corrupção e também para os desmandos do governo tucano. Esse post é pela tristeza de constatar que estamos cada vez mais próximos da ditadura que tanto lutou-se para derrubar.

Post originalmente publicado em: http://www.selfdh.com

VEJA TAMBÉM:

Galeria de Fotos Violência em protesto de professores no PR Veja Fotos