OPINIÃO
26/06/2014 15:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

O personagem da Copa?

É uma história com todos os ingredientes de um bom roteiro.

Julian Finney via Getty Images
SAO PAULO, BRAZIL - JUNE 19: Luis Suarez of Uruguay gestures during the 2014 FIFA World Cup Brazil Group D match between Uruguay and England at Arena de Sao Paulo on June 19, 2014 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Julian Finney/Getty Images)

É uma história com todos os ingredientes de um bom roteiro.

Uma mulher é abandonada pelo marido, sozinha com sete filhos para criar. Um dos meninos, Luisito, lapida seu talento jogando bola nas ruas de Montevidéu. O futebol é a saída para uma vida de dinheiro curto e sacrifícios.

Ingressa em um dos maiores clubes uruguaios, chama a atenção pela técnica apurada e vai para a Europa, onde reencontra o amor da infância, que havia mudado para Barcelona com a família. Com ela se casa e tem dois filhos.

Na Holanda e na Inglaterra, coleciona gols, gestos heroicos e atos repulsivos. É acusado de insultos racistas a um adversário e de morder marcadores em outras partidas. Ainda nas categorias de base, teria quebrado o nariz de um árbitro.

Mas é capaz de se sacrificar, sendo expulso ao tirar com as mãos uma bola com caminho certeiro em direção ao gol uruguaio e livrando a Celeste da eliminação na Copa de 2010.

Uma delicada cirurgia no joelho a poucos dias do Mundial, e uma batalha de superação na fisioterapia. Entra em campo numa partida de vida ou morte, faz os dois gols, elimina os ingleses e coloca o Uruguai de novo no páreo.

Até que, contra a Itália, cercado por dezenas de câmeras e sob o olhar do mundo todo, numa disputa banal apela: morde o zagueiro italiano e está fora do torneio, num prejuízo irreparável para a sua seleção.

Luis Suaréz. É ou não é o personagem desta Copa - para o bem ou para o mal - pelo menos até agora?

MAIS SUÁREZ NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Memes de Suárez e suas mordidas Veja Fotos