A geografia erotizada do corpo e das

Notícias

A geografia erotizada do corpo e das sensações

A primeira vez dele ou a nossa primeira vez?, ela ia perguntar. Para logo depois responder: a nossa primeira vez primeiro. Começaria do começo, era melhor, como se a cronologia explicasse qualquer coisa. Mas e se, talvez, a primeira-realmenteprimeira tenha sido muito tempo depois, quase seis meses depois, quando ela se permitiu dormir? Com a intimidade já superficialmente conhecida que só o sexo e a cama podem logo proporcionar. Ou ao menos deveriam. No caso deles, foi preciso um segundo encontro que por um mero acaso ocorreu, mas que podia não ter ocorrido. Se ela acreditasse em energias e misticismos como ele... Mas ela era devota da razão.
22/07/2016 11:49 -03
Ahn-nyong-ha-seh-yo! Apresentando o HuffPost Coreia do

Comportamento

Ahn-nyong-ha-seh-yo! Apresentando o HuffPost Coreia do Sul

SEUL -- <em>Ahn-nyong-ha-seh-yo</em>. Estou aqui para o lançamento do HuffPost Coreia do Sul, assinalando o 11º país em que o HuffPost abre para a conversa nosso enfoque híbrido de jornalismo, como portal de reportagens originais e plataforma de blogs que abriga uma grande gama de vozes, tanto novas quanto já conhecidas. E estamos muito satisfeitos por estarmos fazendo isso por meio de uma parceria com uma grande empresa de mídia, o Hankyoreh Media Group, em um dos países mais conectados do mundo (aqui 98% das residências têm acesso à internet e a internet é a mais rápida do mundo).
28/02/2014 07:59 -03
Como a herança arquitetônica forma nossa experiência de

Notícias

Como a herança arquitetônica forma nossa experiência de lugar

Todos lugares se parecem entre si, ou pelo menos parece ser assim. Apesar de isso não ser literalmente verdadeiro, os nossos melhores prédios e bairros antigos têm uma distinção própria quase automática. Mas também acho que talvez exista algo mais profundo acontecendo. Gravitamos para lugares antigos porque eles nos colocam no chão temporal e espacialmente.
12/07/2014 12:25 -03
Minha conversa com James McKenna, especialista em sono de

Notícias

Minha conversa com James McKenna, especialista em sono de bebês

Para o humano recém-nascido, o ambiente de sono solitário representa uma crise neurobiológica. Mas dividir a mesma cama pode proteger o bebê, quando ligado à amamentação. Quando feita de modo seguro, a partilha da cama deixa mães (e pais!) e seus bebês felizes e exerce efeitos positivos sobre o desenvolvimento das crianças em crescimento.
23/04/2015 18:39 -03