OPINIÃO
25/11/2014 10:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

10 traços de quem dorme muito bem

Melhorar a saúde do nosso sono não depende apenas de cuidados com padrões e hábitos; também precisamos nos enxergar como pessoas capazes de dormir muito bem. Minhas observações me ensinaram que aqueles que realmente dormem bem têm em comum uma série de características.

Blend Images - Jose Luis Pelaez Inc via Getty Images

Dada toda a preocupação com insônia e sono atrasado, é fácil esquecer do fato de que muitos entre nós dormem muito bem. Essas pessoas tendem a não receber muita atenção da mídia. Na verdade, descobri que elas são reticentes em se gabar de sua ótima relação com o sono. Frequentemente, esses bons de sono me procuram depois de uma das minhas apresentações, sussurrando: "Amo dormir".

É fácil demais, até mesmo sedutor, preocupar-se com o tratamento dos problemas do sono - a parafernália e as técnicas para dormir melhor. Não que eles não sejam necessários; a questão é que eles sozinhos raramente são suficientes.

Como especialista do sono, aprendi sobre a cura do sono tanto com quem dorme bem quanto com quem dorme mal. Melhorar a saúde do nosso sono não depende apenas de cuidados com padrões e hábitos; também precisamos nos enxergar como pessoas capazes de dormir muito bem. Minhas observações me ensinaram que aqueles que realmente dormem bem têm em comum uma série de características:

1. Eles gostam de sonhar, mesmo quando a experiência não é das mais agradáveis.

Como sabem que sonhar é natural, saudável e parte do bem-estar emocional, eles estão abertos e receptivos ao mistério de suas vidas oníricas. A insônia costuma ocorrer durante a parte final do sono, quando entramos na fase REM e sonhamos. Estar de bem com os sonhos pode nos ajudar a dormir bem a noite inteira.

2. Eles costumam acordar sem despertador.

Como sabem de quanto sono precisam, os bons de sono vão para a cama na hora certa. E sabem que vão se levantar naturalmente. Acordar com o despertador corta a parte final do sono. Jamais pensaríamos em usar um alarme para limitar outras atividades naturais, como jantar ou fazer amor. Será que nosso sono precisa ser restrito e controlado assim?

3. Eles têm um apreço intuitivo por rotinas e ritmos.

Ritmos são a infra-estrutura do sono. E as rotinas são nossa maneira de dançar conforme esse ritmo - equilibrando atividade e descanso. Infelizmente a vida moderna é disrítmica e staccato. Nem falamos mais em "correria", porque já estamos acostumados com ela. Tudo bem acelerar quando necessário, mas muitos de nós perdemos o direito aos intervalos de descanso.

4. Eles aceitam que acordar à noite às vezes é inevitável.

Quem dorme bem sabe que acordar no meio da noite não significa necessariamente um problema do sono e que isso não vai atrapalhar a qualidade da noite de descanso. Na verdade, eles podem se levantar por alguns minutos para curtir o silêncio extraordinário da noite. Evidências históricas sugerem que, antes da Revolução Industrial, as pessoas costumavam acordar durante a noite. Isso é provavelmente um padrão de sono mais natural, mas hoje o consideramos - erroneamente - insônia.

5. Eles são "autoeficientes", ou seja, acreditam em sua capacidade de dormir.

Como dão muita importância ao sono, eles estão de bem com a ideia de dormir e têm confiança que serão capazes de pegar no sono quando for necessário. Isso não quer dizer que uma pessoa com histórico de problemas para dormir possa simplesmente virar uma chave mental para passar a dormir melhor. Mas isso pode ser alcançado com o tempo, por meio de práticas de higiene do sono.

6. Eles sabem "deixar para amanhã".

Quem dorme bem tende a achar que coisas pendentes hoje podem ser resolvidas com mais eficiência amanhã, depois de uma boa noite de sono. Não se trata apenas de uma manobra psicológica; é também uma prática espiritual profundamente pessoal e recompensadora.

7. Eles têm uma ideia clara do que significa o sono.

Eles não pensam no sono como o contrário de estar acordado, mas sim como a presença palpável de um outro tipo de experiência. Eles entendem que o sono fala em sussurros que só se podem ouvir com uma mente em silêncio. Sabem que o sono é como o céu noturno, facilmente perturbado pela luz. E podem sentir o sutil toque do sono quando se submetem à graça da gravidade.

8. Eles estão de bem consigo mesmos.

Os bons de sono não precisam se distrair ativamente com intermináveis atividades ou entretenimentos pré-sono. Como ficam à vontade passando alguns minutos consigo mesmos no escuro, eles se entregam à noite voluntariamente. Eles sabem que o sono vem gradualmente e se rendem, felizes, esperando pacientemente a chegada dele.

9. Eles não lutam contra a sonolência ocasional no meio do dia.

Quem dorme bem sabe que sonolência durante o dia é na realidade uma visita de um ente querido. Eles não brigam ou tentam afastá-la, pois sabem que isso pode colocar em risco uma relação positiva. Em vez disso, eles descansam quando podem ou negociam um reagendamento. Quem é bom de sono também pode ser bom de cochilos.

10. Eles amam dormir!

Eles gostam tanto de dormir quanto de estar acordados. Deitam na cama em êxtase, se rendendo à gravidade e deixando a mente se dissolver. Não veem o sono como uma fuga, tampouco como tempo perdido, mas sim como uma experiência que melhora a vida. Considere cortejar e flertar com o sono, não só porque vai te fazer bem, mas porque pode ser uma experiência maravilhosa.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

TAMBÉM NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Como cochilar no trabalho Veja Fotos