OPINIÃO
08/12/2014 17:37 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

O que é mais rápido, uma compra na internet ou na loja física?

Na China as pessoas gastam mais tempo nas compras virtuais que offline: 387 minutos contra 378. É mais tempo que os brasileiros, que gastam 238 minutos nas compras, o mesmo tempo para as compras online e offline.

Dougal Waters via Getty Images

Uma das afirmações que mais ouvimos sobre o comércio online diz respeito a facilidade e rapidez das compras virtuais, onde o cliente entra no site, escolhe o produto, clica e pronto, compra feita, fácil e rápido.

Mas na verdade não é bem assim. Primeiro o cliente virtual não chega direto no site comprando -ele faz diversas pesquisas antes de chegar na e-loja, como vimos nesse outro texto aqui, além de pesquisar o produto que ele pensa em comprar, vai pesquisar a loja, a forma de pagamento, os prazos de entrega e tudo que estiver relacionado com a sua compra antes de dar o último clique para efetivar a sua compra.

O PayPal fez uma pesquisa, publicada no E-Coomerce News, comparando o tempo gasto pelos consumidores de 15 países nas compras online e offline, para ver a rapidez e diferença entre as duas formas do consumidor fazer suas compras. Vamos a alguns números levantados:

Na China as pessoas gastam mais tempo nas compras virtuais que offline, 387 minutos contra 378, mais tempo que os brasileiros, que gastam 238 minutos nas compras, coincidentemente o mesmo tempo para as compras online e offline.

Entre os motivos que faz as pessoas evitarem uma compra online estão a desconfiança que surjam taxas ou encargos extras na ultima tela de compra (38%) e a preguiça em preencher cadastros em lojas que as pessoas não pretendem mais voltar (38%). Por isso a importância de uma loja virtual com boas opções de produtos que possam atrair a pessoa para mais de uma venda, até mesmo programas de fidelização dos clientes pode ser importante para retenção do cliente para compras futuras.

Nas lojas físicas os problemas citados foram: ter que esperar por alguém disponível no caixa para fazer o pagamento (25%) e o trabalho de ter que sacar dinheiro para poder pagar a compra (25%), mostrando a importância da flexibilidade das formas de pagamento para atrair e manter o cliente.

Tanto a loja física quanto a loja virtual tem que se esforçar para conquistar o cliente, manter sua fidelidade e agradá-lo o máximo possível, afinal, cada vez mais o consumidor é o verdadeiro patrão das lojas, é quem manda, contrata e demite com suas intenções de compra.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost