OPINIÃO
16/12/2014 23:49 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Criar um e-commerce é fácil. Difícil é fazer ele durar

Pesquisa aponta que, em média, lojas virtuais duram muito pouco no País. Eu acredito em dois fatores: o planejamento extremamente otimista e a falta de conhecimento em internet e marketing digital.

John Lamb via Getty Images

Já vimos no Pesquisas e-números o tempo médio de vida de textos nas redes sociais, o Sebrae faz levantamentos freqüentes sobre as empresas no Brasil e sua longevidade.

Mas e as lojas virtuais em nosso País? Qual o tempo médio de existência?

Para saber essa questão a Big Data Corp fez um estudo, publicado no E-commerce News, mapeando 450 mil lojas virtuais, considerando desativados os sites que não tiveram nenhuma movimentação pelo período consecutivo de 30 dias.

A resposta para a nossa questão, do tempo médio de duração de um e-commerce no Brasil, está nos resultados desse mapeamento: três meses.

Vamos considerar que para comprar um domínio de internet o menor período para ser dono do www.seusite.com seja de um ano, ou seja, a pessoa planeja abrir um e-commerce, compra o domínio para um ano e em poucos meses acabou tudo, não tem mais a sua e-commerce.

Por que isso acontece?

Eu acredito basicamente em dois fatores, o planejamento extremamente otimista e a falta de conhecimento em internet e marketing digital.

As pessoas que estão fora do ambiente virtual crêem que um e-commerce seja a coisa mais fácil do mundo, basta abrir um site, colocar produtos nele e esperar os internautas entrarem e comprarem os produtos, no fim do mês conferir quanto dinheiro entrou na conta corrente.

Mas esquecem do principal, chamar os clientes para seu site e principalmente converter essas visitas em compras, talvez por isso a vida das empresas virtuais no Brasil seja tão pequena.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost