OPINIÃO
26/06/2014 16:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:44 -02

Assistindo a um jogo fora da minha cidade sede

Confesso que não tinha muita esperança de um bom jogo. Imaginei que o segundo tempo iria continuar com o domínio da equipe africana, mas os sul coreanos mostraram que não estavam felizes com o resultado.

Domingo (22/6) a Copa completou metade dos seus jogos. Fui a Porto Alegre assistir a mais um jogo no estádio, de avião, saindo de Curitiba no sábado.

No aeroporto de Curitiba muitos estrangeiros de várias nacionalidades, inclusive um grupo de sul-coreanos atraindo a atenção e flashes dos passageiros por jogarem com moedas um jogo parecido com bocha no saguão. A chegada em Porto Alegre teve uma bela recepção, com distribuição de cervejas por parte de um dos patrocinadores da Copa.

O jogo era às 16 horas e escolhi o transporte público para chegar ao estádio, que foi organizado e eficiente, me deixando na frente e com um tempo de folga para aproveitar as benesses da Fan Zone na entrada do Beira Rio, novamente com muitos estrangeiros - não apenas os argelinos e sul coreanos.

Confesso que não tinha muita esperança de um bom jogo, ainda mais depois do aquecimento dos goleiros da Argélia, onde todos os chutes iam para fora, treinando mais os gandulas que os próprios jogadores. Mas, iniciado o jogo, essa mesma seleção argelina, que não acertou o gol nos chutes de aquecimento, balançou as redes 3 vezes apenas no primeiro tempo. Imaginei que o segundo tempo iria continuar com o domínio da equipe africana, mas os sul-coreanos mostraram que não estavam felizes com o resultado e foram com tudo para tentar diminuir o placar, deixando o jogo aberto e mais bonito, terminando com mais 3 gols nesse tempo e a vitória argelina por 4 a 2.

Novamente as torcidas fizeram uma bonita festa, cantando os hinos de seus países e mostrando um bandeirão, no caso da Coréia do Sul, a bandeira grande foi mostrada na hora do hino nacional, mas a segurança da Fifa pediu para que fosse recolhida - mais uma proibição burra imposta pela entidade máxima do futebol mundial. A bandeirona da Argélia apareceu após a marcação do seu quarto gol, e enquanto a segurança da Fifa tentava recolher a bandeira os torcedores faziam com que a bandeira fosse passando de mãos em mãos fugindo do controle da equipe de segurança, que depois de brincar de gato e rato conseguiram recolher a bandeira, mas levaram uma estrondosa vaia de todo o estádio Beira Rio.

Fim de jogo. A Argélia vence uma partida nessa Copa (a sua última vitória ocorreu em 1982). Hora de sair do estádio e voltar para onde estava hospedado e novamente o transporte público é a melhor e mais rápida opção.

A diferença que percebi entre os jogos em Curitiba e este em Porto Alegre foi que o poder público na capital gaúcha está mais presente, oferecendo mais serviços aos turistas e torcedores, como uma banda da Polícia Militar animando os torcedores após o jogo, no caminho do estádio para os ônibus, e outras ações pontuais deixando o turista mais animado e envolvido com a Copa do Mundo em terras gaúchas.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS COPA DO MUNDO NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Onde assistir aos jogos da Seleção na Copa 2014 Veja Fotos