OPINIÃO
26/06/2014 13:40 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:44 -02

"Eu não te amo mais"

Dois amigos meus estão de separando. Ele não a ama mais; ela sente que nunca foi, de fato, amada. Ainda assim, ambos seguiram por anos num relacionamento-cativeiro. Todo afeto é uma versão da síndrome de Estocolmo.

Um casal de amigos meus está se separando. Ele não a ama mais. Foi o que disse a ela: "Eu não te amo mais." Usou todas as palavras.

***

Estou com ele no bar. Amigo é para essas coisas. Percebo: ele é sincero. Consigo e com o mundo. Não a ama mais. Ponto final. Acabou. Acontece. Poderia adotar uma abstração qualquer, dizer que "não é você; sou eu", mas sabe que isso nada significa, nada muda. Prefere ser honesto. O mínimo que a mulher merece é a sinceridade do homem com quem viveu e que agora a deixa.

De fato, ele não a amou todo o tempo — talvez seja impossível amar assim, a todo instante.

***

Estou com ela no bar. Amigo é para essas coisas. Ela veio acompanhada de outras amigas, que repetem todo o tempo: "Que cínico! Que cretino! Que babaca!" Ela chora muito. Mal toca na batata frita. "A verdade é que ele nunca me tratou bem", ela confessa em determinado momento. Atribui os piores vícios ao homem e passa a fazer coro às amigas: "Que cínico! Que cretino! Que babaca!"

Quando as amigas vão embora, ela se sente livre para, enfim, admitir: vivia um relacionamento-cativeiro. Estava presa ao casamento por uma esperança de que, ao final, tudo desse certo e eles pudessem viver "felizes para sempre". Um resquício do sonho de conto de fadas que decreta: o amor é verdadeiro se vier em sua plenitude, o todo de uma vez.

Aquele homem, por anos, apenas lhe serviu migalhas.

***

Três meses e alguns telefonemas depois, ela está namorando de novo. O mesmo cara. A mesma condição. Ela volta ao cativeiro com as próprias pernas. Por ora, a síndrome de Estocolmo é apenas gozo. Por ora, ela é a mais apaixonada das mulheres.

Ele, por sua vez, cansou de ser sincero e agora faz juras de amor. As amigas tinham razão: ele é um cínico — mas pelo motivo oposto.

Assim seguem. Ele e ela pensam agora em ter filhos.

MAIS RELACIONAMENTOS NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Fotos revelam últimos momentos de casal Veja Fotos