OPINIÃO
21/07/2014 09:34 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:36 -02

Bom pai, bom marido

Não deixe que o que nossos pais aprenderam com os nossos avôs e acabamos aprendendo com eles seja a nossa realidade.

STEEX via Getty Images

Nos dias de hoje, onde cada vez mais as mulheres ganham espaço importante no mercado de trabalho, dividindo as contas que até então era uma obrigação dos homens, cabe a nós, mudarmos também a maneira de pensar sobre as obrigações com a casa e com os filhos.

Não curto muito essa frase, mas tenho que concordar que nesse ponto "homem é tudo igual".

Parece difícil às vezes entender que sua esposa, embora não tenha o mesmo pensamento que nós, tem as mesmas necessidades, pois a humanidade nesse ponto acaba se equiparando.

Quando digo necessidades, quero dizer que sentar no sofá e descansar após um longo dia de trabalho pesado, não seja um privilégio masculino. Sua esposa também quer comer uma comidinha especial e fresca sem ter que ralar com a barriga no fogão.

Você já parou para pensar que tudo o que fazemos por prazer é muito melhor e tem sempre um sabor especial? Digo isso porque enche o saco ter a OBRIGAÇÃO de todo santo dia chegar em casa e ter que fazer sempre as mesmas coisas, pela maldita OBRIGAÇÃO.

Por isso aconselho, tente revezar as tarefas de casa, você vai perceber que muita coisa pode mudar, inclusive o humor dela. "Ah, não sei cozinhar!" Se vira amigo, não precisa de curso. A internet taí, ela te ensina o passo-a-passo e, posso garantir, sai bem melhor do que você pode esperar.

Outra coisa que gostaria de pontuar é em relação aos filhos. Embora seja algo extremamente prazeroso dar a atenção que os nossos filhos merecem e pedem diariamente, ao mesmo tempo pode se tornar uma missão complicada porque a energia que liberamos durante o período de trabalho acaba fazendo falta na hora que estamos em casa com nossos pequenos. Imagina, eles ficaram o dia inteiro sem ver o papai e mamãe, guardando uma energia que é liberada assim que abrimos a porta de casa.

Não que você não faça isso, quero apenas dizer que talvez a frequência utilizada para fazer essas tarefas seja extremamente menor do que deveria ser, tornando o trabalho feminino algo rotineiro e OBRIGATÓRIO. Faça um teste, escolha alguns e frequentes dias da semana, sem avisar sua esposa, e tome essas obrigações para você. Perceba que muita coisa pode mudar, tanto no relacionamento, quando no próprio conhecimento sobre os seus filhos.

Obs.: Coloquei em caixa alta algumas vezes nesse teste as palavras OBRIGAÇÃO e OBRIGATÓRIO, pois quero que se lembrem delas e tentem minimizá-las o máximo possível do seu dia-a-dia e da sua esposa, pois tudo que vira obrigatório diminui o prazer em fazê-lo. Pensem nisso!

Por fim, gostaria de dizer o seguinte: muito disso acontece porque temos naturezas diferentes, mas evite deixar a natureza falar mais alto, não deixe que o que nossos pais aprenderam com os nossos avôs e acabamos aprendendo com eles seja a nossa realidade, pois a realidade felizmente não é mais essa, amigo, o mundo mudou e temos a obrigação de mudar com ele. Seja um pai moderno!

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS RELACIONAMENTOS NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Bem-me-quer: casais vencem preconceitos Veja Fotos