OPINIÃO
21/02/2014 17:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

A guerra contra o Photoshop (finalmente!)

Vanity Fair

O Photoshop está cada vez mais parecido com a Síria: sofrendo ataques de todos os lados e por parte de grupos cada vez mais inesperados.

Uma reportagem publicada aqui no Brasil Post mostra que mulheres tidas como normais ficaram desapontadas com suas fotos trabalhadas digitalmente.

O clipe da música "Nouveau Parfum", da cantora húngara Boglárka "Boggie" Csemer, desmistifica e critica a banalização do tratamento de imagens.

Por fim, Scarlett Johansson e Kate Winslet fizeram para a Vanity Fair seu ensaio fotográfico mais ousado até hoje. Não, nada de nudez: elas simplesmente posaram sem maquiagem e sem nenhuma interferência de computadores.

A mensagem parece clara: há uma reação da sociedade contra a criação de ideais de beleza femininos impossíveis e que só servem para as mulheres ditas "comuns" se sentirem inadequadas.

Uma campanha recente de uma empresa de produtos de beleza usa um autor de retratos falados para mostrar o que todos nós, homens, já sabíamos: vocês, mulheres, colocam a barra muito alta quando se trata de avaliar suas aparências -- a de vocês e a de suas companheiras de gênero.

Pois vai aqui uma informação surpreendente: nós, homens, nunca embarcamos nesta canoa furada.

Muitas vezes, o que achamos sexy em vocês é exatamente o que vocês veem como defeitos.

Aqueles famosos sete quilos que vocês acham que estão sobrando? Deixem lá. Nós gostamos.

Celulite? Nós não sabemos o que é nem por que vocês são obcecadas com isso. Mais misterioso que isso, só tentar entender qual a graça que as pessoas enxergam na bunda inexistente da Pippa Middleton.