OPINIÃO
06/02/2015 13:20 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Autógrafo, que nada: encare a sua banda predileta nos games

A Sony, em parceria com a Activision, vai promover neste final de semana uma ação muito bacana, que reúne duas paixões: games e música. A ideia é dar aos jogadores de "Destiny" (76 no Metacritic, 6 no GameSpot e 7.8 no IGN) uma chance de encarar online a banda hypada do momento Imagine Dragons.

A Sony, em parceria com a Activision, vai promover neste final de semana uma ação muito bacana, que reúne duas paixões: games e música. A ideia é dar aos jogadores de "Destiny" (76 no Metacritic, 6 no GameSpot e 7.8 no IGN) uma chance de encarar online a banda hypada do momento Imagine Dragons.

Para jogar contra os caras de Las Vegas, a turma terá que se conectar ao modo multiplayer do jogo no próximo sábado, dia 7, entre 18h e 20h (horário de Brasília). A disputa também será transmitida pelo Twitch, plataforma de streaming especializada em partidas online. O objetivo da banda, além de se divertir, é claro, é divulgar o novo álbum, "Smoke + Mirrors", que será lançado no próximo dia 17.

A ação promovida pela Sony e Activision me chamou a atenção porque coloca os games no mesmo patamar cultural em que estão outros entretenimentos como música, cinema e TV. Durante os muitos anos em que cobri o mercado de games, sempre defendi a "categoria" como uma manifestação cultural, que deveria sair dos cadernos de tecnologia e ir para cultura. De certo modo é o que está acontecendo.

Em dezembro, o Twitch mais uma vez ganhou destaque. O ator Chandler Riggs, o personagem Carl Grimes da série de TV "The Walking Dead", transmitiu uma partida de "League of Legends", jogo da Riot, através do serviço. Mais de 20.000 pessoas assistiram à transmissão, que não só trazia Riggs, mas também seus amigos - a propósito, tenho uma lâmpada igual a dele que foi comprada no Dealextreme. Será que ele também é fã de gadgets chineses? Haha

As iniciativas mostram que existem maneiras inovadoras de "anunciar" para o nicho gamer. Para conversar com essa galera a abordagem é outra. Os meios tradicionais não os alcançam ou os influenciam, portanto o mais interessante é estabelecer uma conversa direta com o público. E o Twitch, cuja base é de 45 milhões de jogadores no mundo, é simplesmente perfeito para isso. Ou você acha que a Amazon comprou o serviço por quase 1 bilhão de dólares à toa?

Ops, nunca ouviu Imagine Dragons? Então escute agora:

Siga a gente no Twitter

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.