Opinião

O visual dos candidatos no debate do SBT, Folha, UOL e Jovem Pan

A maquiagem sumiu nas luzes, o blazer tinha uns amassadinhos nas mangas e estava um pouco largo, o colar parecia apertado e a gravata em tom creme ficou harmoniosa e apropriada para um evento de fim de tarde e clima ameno.
Presidential candidate for the Brazilian Workers' Party and current Brazilian President Dilma Rousseff (L) attends the second television debate in Sao Paulo, Brazil on September 1, 2014. Brazilian general elections will take place next October 5.  AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA        (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)
Presidential candidate for the Brazilian Workers' Party and current Brazilian President Dilma Rousseff (L) attends the second television debate in Sao Paulo, Brazil on September 1, 2014. Brazilian general elections will take place next October 5. AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)

No debate promovido por SBT, UOL, Folha de S.Paulo e rádio Jovem Pan, que aconteceu na tarde desta segunda-feira (1), todos os candidatos à presidência da República escolheram figurinos mais executivos, menos o candidato-sensação Eduardo Jorge, do Partido Verde.

Marina Silva (PSB), que repaginou o visual nos últimos dias, apostou em um blazer branco, com top rosa empoado por baixo e colar rústico em tons de marrom. A maquiagem sumiu nas luzes, o blazer tinha uns amassadinhos nas mangas e estava um pouco largo, mas sua combinação de cores delicadas e femininas casou com a postura, o tom de voz e o discurso da candidata, que sorriu muito em suas considerações finais (exatamente o contrário do que havia feito na entrevista do JN).

Dilma Rousseff voltou a escorregar no look e no comportamento (justo ela, que estava tão elegante no debate anterior). Usando um blazer vermelho-PT e um colar que parecia apertado, a candidata à reeleição quase não sorriu e, em muitos momentos, estava com ar de enfado.

Luciana Genro (PSOL) colocou uma bela camisa tomate sob o blazer preto e melhorou a maquiagem, em comparação com o último debate. Desta vez, preferiu tons neutros na sombra e batom avermelhado combinando com a blusa.

Dos homens, Pastor Everaldo, do PSC, leva nota 10 em elegância. A combinação entre o terno marinho, a camisa azul e a gravata em tom creme ficou harmoniosa e apropriada para um evento de fim de tarde e clima ameno.

Aécio Neves não estava feio mas, com as luzes do estúdio, a gravata listrada acabou puxando para o marrom, ao invés do vinho. Destacou o candidato do PSDB do cenário? Sim. Mas não foi a melhor escolha de guarda-roupa do tucano.

Já o presidenciável Levy Fidelix, do PRTB, foi todo de negro.

A gravata de pois foi uma opção romântica em uma tarde em que o candidato ficou furioso com uma pergunta dos jornalistas. Eduardo Jorge, que repetiu o look do debate da Band (camisa branca sem blazer), voltou a arrancar risos da plateia com suas respostas francas e objetivas. Em poucos minutos, sua observação "Eu não tenho nada a ver com isso", justamente numa pergunta que foi feita a Levy e que ele teria de comentar, virou memes nas redes sociais.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS ELEIÇÕES NO BRASIL POST:

Quem são os candidatos à Presidência