OPINIÃO
03/10/2014 15:54 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

Debate na Globo: nos figurinos, ganharam Aécio e Dilma

Brazilian Presidential candidates, Brazilian President and candidate for the Workers Party (PT) Dilma Rousseff (2nd L), for the Brazilian Socialist Party (PSB) Marina Silva (3rd L), for the Brazilian Social Democracy Party (PSDB), Aecio Neves (2nd R), for the Brazilian Labour Renewal Party (PRTV), Levy Fidelix (L), for the Green Party (PV), Eduardo Jorge (C), for the Socialism and Freedom Party (PSOL), Luciana Genro (3rd R), for the Social Christian Party (PSC), Pastor Everaldo pose for photographers before their last TV debate in Rio de Janeiro, Brazil, on October 2, 2014. The general election will be held on October 5, 2014.  AFP PHOTO / YASUYOSHI CHIBA        (Photo credit should read YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)
YASUYOSHI CHIBA via Getty Images
Brazilian Presidential candidates, Brazilian President and candidate for the Workers Party (PT) Dilma Rousseff (2nd L), for the Brazilian Socialist Party (PSB) Marina Silva (3rd L), for the Brazilian Social Democracy Party (PSDB), Aecio Neves (2nd R), for the Brazilian Labour Renewal Party (PRTV), Levy Fidelix (L), for the Green Party (PV), Eduardo Jorge (C), for the Socialism and Freedom Party (PSOL), Luciana Genro (3rd R), for the Social Christian Party (PSC), Pastor Everaldo pose for photographers before their last TV debate in Rio de Janeiro, Brazil, on October 2, 2014. The general election will be held on October 5, 2014. AFP PHOTO / YASUYOSHI CHIBA (Photo credit should read YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)

Assistir ao debate na Globo nesta quinta-feira (02) fez com que eu me sentisse na noite do Oscar. Pela internet, pude acompanhar os candidatos chegando de carrinho de golfe, ver as entrevistas ao jornalista Tonico Ferreira e depois batendo selfies num totem, mas nada me preparou para o formato diferente do cenário global. Pensei até que algum deles fosse escorregar ao caminhar para a mesa mas, não. Deu tudo certo.

2014-10-03-aeciodebateglobo1300.jpg Aécio Neves foi o candidato que mais recebeu menções no Twitter (413.514), de acordo com o portal G1, e também foi o que mais caprichou no visual. O presidenciável do PSDB escolheu um terno azul-marinho com camisa branca e gravata listrada em um tom de azul médio, de textura acetinada. Os cabelos pareciam um pouco revoltados mas isso não incomodou os telespectadores.

2014-10-03-dilma2debateglobo1300.jpg A presidente Dilma Rousseff foi a mulher mais bem-vestida do debate. O blazer off-white/creme, com manga 3/4, e calça preta não fizeram feio (ela repetiu o look sucesso do debate da Band). A textura e os detalhes na gola deixaram a candidata do PT bonita nos planos mais fechados. O colar e brincos de pérola eram as combinações óbvias nos acessórios, mas a pulseirinha com o olho grego, para afastar olho-gordo, que ela usou junto com o relógio, foi um elemento surpreendente.

Quem assistiu ao debate pela internet pôde se deliciar ainda com um pequeno flagra: o hair stylist Celso Kamura ajeitava o penteado de Dilma com os dedos segundos antes da candidata entrar no estúdio, como num desfile de moda. Maquiagem e penteado estavam impecáveis. Super #FashionDebate

2014-10-03-marinadebateglobo1300.jpg Marina Silva errou ao escolher um blazer de recheio de pastel de Santa Clara (vulgo amarelo cor de gema de ovo). A cor ressaltou as marcas e curvas de seu pescoço e isso a deixou com um aspecto envelhecido (as redes sociais chiaram). A calça flare bege parecia um pouco grande demais e fazia umas dobras bem estranhas nas pernas quando as câmeras mostravam a ex-ministra de corpo inteiro. E, graças ao formato inovador do debate da Globo, o Brasil todo conseguiu acompanhar o erro fashion ao vivo.

2014-10-03-marinaempedebateglobo1300.jpg Marina ainda trocou os colares étnicos por um button com o número de seu partido. Houve quem reclamasse no Twitter, dizendo que a candidata parecia nua, mas o fato é que os estilos da jaqueta/blazer com zíper diagonal não combinam com os colares artesanais. O broche poderia ter um ar menos "fui eu que fiz". De metal, um pouco menor, acompanhando a cor do zíper do blazer-jaqueta ou numa cor contrastante com o amarelo, ficaria mais delicado e proporcional às medidas da candidata.

2014-10-03-lucianaempedebateglobo1300.jpg Luciana Genro também errou no visual. Da cintura para cima, parecia uma mulher adulta, profissional (ela elegeu a combinação clássica blazer sobre vestido). Da cintura para baixo, equivocou-se em tudo: a meia-calça era muito grossa para a formalidade do evento e do figurino (um denier mais baixo seria melhor) e o sapato boneca dava um ar informal e um pouco infantilizado ao look da candidata do PSOL. Dois erros nos acessórios: o colarzinho estilo Carrie com a sigla de seu partido e o button gigantesco com seu número nas urnas.

2014-10-03-pastoreveraldodebateglobo1300.jpg Pastor Everaldo (PSC) apostou novamente em um trio de tons de azul, como fez no debate da Band. Marinho no terno, camisa azul clara e gravata num tom médio. Muito chique o pin de seu partido, mais delicado do que o dos outros eventos. Ganhou um ponto por isso.

2014-10-03-eduardojorgedebateglobo1300.jpg O médico Eduardo Jorge estava com uma camisa cinza, muito grande nos ombros e um tanto folgada. De acessórios, sua inseparável pulseirinha verde, óculos de leitura com armação de metal e uma simpática mochilinha preta, que o candidato exibiu na chegada e manteve nas costas durante a entrevista coletiva, após o fim do evento. Um detalhe incomodou: a maquiagem estava suave demais e não camuflou muito as manchinhas do rosto do candidato.

2014-10-03-levyfidelixdebateglobo1300.jpg Ah, e o que falar do polêmico Levy Fidelix? O candidato do PRTB continuou apostando nos ternos pretos e em sua gravata brasileirinha, com listras em verde e amarelo, e no pin do partido. O figurino não estava nem feio, nem muito ruim. Só repetido (e com a barra da calça muito comprida).

#MomentoCinderela: graças ao novo cenário, foi possível analisar os pisantes dos presidenciáveis, pela primeira vez nos debates (os presidenciáveis costumam ser mostrados apenas da metade do torso para cima). Os sapatos das mulheres e dos homens, com exceção aos de Aécio, estavam de matar. Informais demais em alguns casos, feios demais em outros. Que tal usar um bico mais fino, candidatas, ou um pouquinho mais de salto? Ou um modelo com solado de couro, senhores? A conclusão é que #DavaParaSerMaisPhyno.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS ELEIÇÕES NO BRASIL POST:

Photo gallery Quem são os candidatos à Presidência See Gallery