OPINIÃO
07/03/2016 11:21 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

O PT colhe o que plantou em 13 anos. Não há espaço para solidariedade

Apenas aceitem que vocês estão perdendo o jogo que acharam dominar, mas que no fim se mostraram meros amadores. Faço votos que o PSDB siga o mesmo caminho. Isso é, se vocês do PT deixarem. Das milhares de razões pelas quais eu não poderia me importar menos com o destino do Lula e do PT. O que lhes acontecer de ruim é por puro merecimento.

Victor Moriyama via Getty Images
SAO PAULO, BRAZIL - MARCH 4: Former President of Brazil, Luiz Inacio Lula da Silva, attends a rally at the Partido dos Trabalhadores headquarters on March 4, 2016, in Sao Paulo, Brazil. Lula is accused of corruption and embezzlement in the Federal Police investigation involving fraud at Petrobras company. (Photo by Victor Moriyama/Getty Images)

O PT governa o País há 13 anos.

É superior da PF, nomeou quase todo o STF.

Não tem golpe, sinto muito.

Tem disputa de poder e o PT perdeu.

"Ah, mas e o helicóptero do Aécio?".

Justo, mas eu me pergunto: alguém do PT - e não estou falando dos fanáticos - efetivamente pressionou por uma investigação?

Porque até o Lula saiu em defesa do Aécio na época (não "em defesa" em si, mas baixou a bola da turma...

Aí petista reclama que não investigam o PSDB, mas bate(m) palminha quando o PT ajuda a eleger Fernando Capez (envolvido no escândalo das merendas em São Paulo) presidente da ALESP.

O PT não soube ser governo.

Roubou mais do que podia abocanhar, não foi capaz de segurar a base (que se rebelou) e não soube sequer ser, fazer, se manter como oposição ao PSDB (e olha que o PT passou boa parte da vida sendo oposição ao PSDB).

Uma hora a casa cai (no caso do Minha Casa, Minha Vida uma hora a casa alaga, mas é outro papo).

Messianismo e lulismo

Lula sempre foi a maior liderança dentro do PT. Nos anos 90 sua figura foi crescendo na medida inversa em que a vida interna do partido foi morrendo.

Ao chegar ao poder sua figura acabou se tornando maior do que o PT e surgiu o fenômeno de uma militância lulista e não mais petista.

Com o lento naufrágio do PT (a meu ver irreversível), sobrou apenas a figura de Lula para se agarrar.

Ontem, o tal Moro deu uma ajuda enorme na construção desse mito.

Nem a militância fala mais em PT ou no governo Dilma. Agora é Lula, Lula e Lula.

Ontem cheguei a ler que Lula é feito de uma "matéria diferente" (sic).

Boa parte de quem vai às ruas não está defendendo a república e o Estado de direito, mas a figura de Lula. Não são militantes, mas seguidores.

E nada é mais despolitizante do que o mito.

Gustavo Gindre, no Facebook

Para os petistas de ‪#‎mimimi‬, como o ex-ministro Renato Janine ("Independentemente de qualquer coisa, não se trata assim um ex-presidente da República") saibam que "ex-presidente" não é cargo e os petistas não poupam adjetivos pra falar do FHC (no que, aliás, concordo com cada vírgula).

Lembro de uns amigos que até comentam que conhecem tucanos que defendem que as investigações não parem no Lula ou no PT, mas que cheguem até o período FHC e que alcance também a certos emplumados.

Apenas aceitem que vocês estão perdendo o jogo que acharam dominar, mas no fim são meros amadores.

Faço votos que o PSDB siga o mesmo caminho. Isso é, se vocês do PT deixarem.

Das milhares de razões pelas quais eu não poderia me importar menos com o destino do Lula e do PT.

O que lhes acontecer de ruim é por puro merecimento.

"Vendo assim tanto militante petista se manifestando em defesa do ex-presidente da República frente ao autoritarismo e a flagrante inconstitucionalidade da condução coercitiva do mesmo, só me resta perguntar onde estavam todos vocês quando, por exemplo, manifestantes contra a Copa do Mundo foram criminalizados de maneira tão ou até mais autoritária quanto o Lula? Onde estavam vocês em defesa dos indígenas e dos ribeirinhos afetados pelo absurdo que é Belo Monte? Onde estavam vocês quando o governo através de negociatas deixou a comissão de direitos humanos na mão do Marco Feliciano? Onde estavam vocês frente ao autoritarismo judiciário e penal atingiu alguma minoria que não tem sítio em Atibaia de amigo pra relaxar a mente?"

Tiago Duarte Dias, no Facebook

O PT destruiu, destroçou movimentos sociais, sindicatos, centrais e movimento estudantil.

Não apenas aparelhou, como os esvaziou, cooptou de tal forma que perderam o sentido. Não atuam mais com suas pautas, mas com as pautas do partido, em defesa do partido.

O MST não luta mais pela reforma agrária, a UNE/UBES não luta mais pelos estudantes (e isso até antes do PT chegar no poder), a CUT esqueceu quem são os trabalhadores.

A agenda é apenas a de ajudar na sustentação do projeto de poder do PT.

Quando o PT sair do poder, seja em 2018, seja amanhã, o seu maior legado será este, o de não deixar NADA para que possamos resistir de maneira organizada à continuidade dos avanços do mercado, das elites.

E digo continuidade porque o PT tão somente segue a cartilha de sempre, a do PSDB, mas mantém ao menos nominalmente vivos os movimentos citados.

Na verdade o legado que o PT nos deixa é o da lei antiterrorista. Dispensa comentários.

Há algo muito errado num país em que Moro é herói. Mas não consigo aceitar o discurso de governistas no tom "se não fizerem nada pelo Lula, isso vai chegar a vocês". Tarde demais, já tinha chegado. Há muito tempo. Indígenas, Rafael Vieira, Sininho, manifestantes na Copa, ocupantes do Cocó, ocupantes de Estelita, as famílias do Pinheirinho, os estudantes secundaristas de SP e GO, os professores em greve, os sem-teto e os sem-terra, os trabalhadores do COMPERJ, Amarildo e Cláudia, Rio Doce e as pessoas do entorno, LGBTs... Quando os governos petistas apoiaram o recrudescimento do aparelho repressor, quando se aliaram às empreiteiras, ao agronegócio, às mineradoras e "fundamentalistas" religiosos e impuseram Belo Monte; quando impuseram ajuste fiscal e favoreceram banqueiros; quando não apenas abandonaram lutadores e lutadoras à sua própria sorte como em muitos casos foram o principal agente ou coautor do esmagamento das lutas; quando junto com toda a direita, aprovaram uma lei que praticamente classifica todo/a combatente como "terrorista"; foi aí que tudo entortou. Portanto, é tudo ao contrário. Já havia chegado a nós. Agora chegou a vocês. E aí?

Alexandre Araújo Costa, no Facebook

Diante da perda do poder, tais movimentos podem simplesmente desaparecer, já que não fazem mais sentido prático e a esquerda levará décadas para reconstruir tudo que o PT pôs abaixo.

Isto é, se for capaz de, diante da queda do PT, não os receber de braços abertos e ajudar a lamber suas feridas.

Como é possível ser solidário à turma que desde que assumiu o poder aparelhou, desmobilizou e destruiu movimentos sociais?

Que desde que assumiu o poder assumiu a veia ditatorial e jogou as forças de "segurança" contra a população?

Que aplaudiu aos gritos de "VAI PM" a brutalidade policial em 2013?

Que mandou exército ocupar favelas, que criou UPPs, que não deu um pio sobre Amarildo pra não prejudicar o governador aliado?

Enquanto a gente gritava "sem violência" nas ruas, vocês gritavam "VAI PM". Isso JAMAIS será perdoado.

O PT paga pelo que fez.

Paga por com quem se aliou, pelas decisões que tomou, pelo governo de direita com tons fascistas que montou e pelas políticas repressivas e anti-democráticas que adotou.

O PT e o grosso dos petistas já há muito tempo demonstraram que não passam de corruptos sedentos de poder e, enfim, inimigos da esquerda. Que sejam tratados dessa forma uma vez fora do poder sob pena de a História se repetir.

O PT apontou 8 dos 11 ministros do STF, 6 dos 7 ministros titulares do TSE e 26 dos atuais 31 ministros do STJ e é perseguido pelo Poder Judiciário.

O PT comanda o Executivo do País há 13 anos e é vítima de um "Estado de Exceção".

O PT controla diretamente cerca de 30% do PIB e influencia outro naco da economia via empréstimos, subsídios, permissões, concessões, barreiras tarifárias, licitações públicas, participações estatais e de fundos de pensão e é vítima das elites.

Em 12 anos, o PT distribuiu mais de R$ 22 bilhões em publicidade estatal (sendo R$ 6,2 bilhões para as Organizações Globo) e é vítima de um complô midiático.

E tem gente que acredita.

João Pedro Dias, no Facebook

O governo que vier depois do PT (seja em 2018, seja antes) não será pior que o PT em si, mas poderá ter espaço de manobra para ir além nas políticas de direita exatamente porque o PT abriu a porteira.

Desmobilizou movimentos ao ponto de (quase) neutralizá-los, aprovou leis que caem como uma luva para massacrar protestos e mobilizações - além de ter dado o exemplo na prática ao apoiar e incitar a repressão - e, acima de tudo, deixou um verdadeiro vácuo ético e moral na esquerda brasileira.

PS: O PT diz tratar o Lula como "preso político". Engraçado, é o primeiro preso político EM LIBERDADE da história e, pior (se é que é possível), preso político membro do partido que governa o País (e ele é presidente de honra do partido)! A falta de noção de ridículo é ilimitada.

PS2: Petistas gritam "Golpe de Estado" ou "Lula preso político (esquecendo que o cara não está preso e é presidente de honra do partido no poder) aí a gente se pergunta: o que o PT fez, em 13 anos, contra a possibilidade de um "golpe apoiado pela justiça e mídia"? Além de continuarem a irrigar a mídia com bilhões, terem indicado a maioria absoluta do STF, o PT ainda aprovou lei antiterrorismo. Que se fodam.

Em 2013 eu estava, junto a milhões de pessoas, tomando porrada enquanto Cardozo/PT oferecia Força Nacional pra nos dar mais porrada e enquanto petistas gritavam "VAI PM". Minha solidariedade com essa turma é menor que zero.

LEIA MAIS:

- 'O protesto dos estudantes em São Paulo é político'

- Ser anti-PT é legítimo? Sim.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: