OPINIÃO
01/12/2014 10:08 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Que Palavra Irrita Você?

Recalque", "empoderamento" (e outros jargões mal traduzidos), "com certeza", "homofobia", "coxinha", "maternagem", "ditadura", "gourmet", "racismo", "alinhado", "job" e "impunidade" foram algumas das palavras que meus amigos baniriam do vocabulário.

Dimitri Otis via Getty Images

Recentemente, a revista Time publicou uma enquete cujo título, em tradução livre, era "Que palavra da moda você eliminaria em 2015?".

"Feminista" estava entre as alternativas, e a publicação teve de se desculpar pela escolha infeliz, mas a polêmica continuou na rede social feminina Women.com.

De pequenas interjeições a impublicáveis palavrões, mulheres de todo o mundo postaram as "buzzwords" (palavras virais) que elas não aguentam mais ler, ouvir e falar.

Curiosa para conhecer a seleção dos brazucas, fiz a mesma pergunta, no meu perfil do Facebook, porém sem propor alternativas. "Recalque", "empoderamento" (e outros jargões mal traduzidos), "com certeza", "homofobia", "coxinha", "maternagem", "ditadura", "gourmet", "racismo", "alinhado", "job" e "impunidade" foram algumas das palavras que meus amigos baniriam do vocabulário.

A elas, eu acrescentaria algumas expressões: "amo odiar" (porque aproxima e banaliza sentimentos poderosos), "só que não" (negações e contra-ordens só servem para acostumar a mente a aceitar o inaceitável) e "mais amor, por favor" (quando usada como argumento para acabar com uma discussão sadia, como se discordar, elegantemente, fosse uma ofensa pessoal).

Contudo, as que eu mais amo odiar (ops!) são quatro expressões que têm sido usadas para definir as mulheres - inclusive por muitas mulheres - sem atentarmos para o viés pernicioso que podem assumir. Vou começar pela que considero pior.

1. Bem-resolvida:

Quem resolve, resolve o quê? Problemas! "Elogiar" uma mulher dessa maneira é presumir que ela, na melhor das hipóteses, já foi um problema. Sem contar que "resolvida", quase sempre, implica intervenção de outrem. Antes de me chamar de paranoica, tente se lembrar de ter ouvido: "Fulano é um homem bem-resolvido"...

2. Guerreira:

Longe de mim fazer apologia da vida fácil, mas é preciso cautela ao usar guerra como metáfora. (Eu e minhas colegas até usamos neste livro.)

O perigo de se qualificar uma mulher como guerreira é impor a todas nós o confronto permanente como um jeito de estar no mundo.

Travar batalhas pontuais e superar adversidades é uma virtude, mas não creio que seja a ordem natural das coisas. Eu posso, vez ou outra, estar guerreira, mas prefiro ser parceira.

3. Descomplicada:

Essa é de doer, tão ultrajante como a "bem-resolvida". Trata-se de nos fazer acreditar que dizer o que pensamos, fazer o que queremos e com quem bem entendemos é para poucas: as que tiveram a sorte de nascer sem o gene da complicação. Urgh.

4. Multi-mulher:

Na linha da "guerreira", o conceito de mulher-profissional-esposa-mãe-amante-amiga é o favorito das propagandas. Ao mostrar a mulher sorridente, envolta em flores, violinos e borboletas, que deu conta de tudo e terminou o dia linda, sentimos vergonha do quartinho da bagunça, dos emails por responder, das contas vencidas, do cabelo desgrenhado, do nosso odor natural e... corremos comprar o protetor diário de calcinhas.

Penso que o barato da vida é sermos inteiras e isso tem a ver menos com ser multi e mais com ser uni.

Em um mundo ideal, essas quatro expressões não existiriam. Porém, no mundo real, por mais que eu não goste delas, defendo o direito de serem ditas. É que a ideia de banir palavras pode ser uma brincadeira perigosa: quando proibidas, elas ganham força.

Então, que as bem-resolvidas guerreiras descomplicadas multi-mulheres se definam como queiram. A mim, continuo a buscar palavras que combinem com o meu design existencial.

P.S.: Para terminar, que tal uma enquete na afirmativa? Diz aí: Que palavra você quer ouvir/ler/dizer mais, em 2015? A minha é: "conseguimos".

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.