OPINIÃO
17/02/2015 16:15 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Férias x Rotina: Dá para ter o melhor dos dois mundos?

Esse texto é pra você que deprime na quarta-feira de cinzas. Pra você que está voltando a não achar graça em nenhuma música, a zapear dizendo que não tem nada que preste na TV, a se incomodar com as marcas de dedo na tela do computador e a não sentir vontade de conhecer ninguém (afinal, todas as pessoas interessantes que você tinha para conhecer estão te irritando com tantos defeitos).

iStock

Esse texto é pra você que deprime na quarta-feira de cinzas. Pra você que está voltando a não achar graça em nenhuma música, a zapear dizendo que não tem nada que preste na TV, a se incomodar com as marcas de dedo na tela do computador e a não sentir vontade de conhecer ninguém (afinal, todas as pessoas interessantes que você tinha para conhecer estão te irritando com tantos defeitos).

Escrevo para você que não se namoraria porque não aguenta você mesma, e, se pudesse, fugiria do próprio corpo. Você que viu surgir uma outra você - desencanada e aberta ao novo - na primeira manhã de férias, e que já estava se acostumando a ser aquela moça.

Você não precisa se achar bipolar por mudar completamente quando religa o modo rotina, mas é possível que você não esteja sendo totalmente você. nem em um contexto nem em outro.

A boa notícia é que você pode ser (mais ou menos) a mesma - e gostar de quem é - no trabalho e no relax. A estratégia passa pelo autoconhecimento e por adaptações espertas no seu cotidiano. Veja se esse roteirinho faz sentido:

1. O que caracteriza a você de todo dia?

Disciplina e controle ou falta de regra e excessos? Não é raro notar que a sua principal característica na rotina é a primeira a perder força nas férias. É que sem a pressão dos prazos a cumprir, você corre menos risco de pegar pesado na compensação - aquele mecanismo maluco que faz a gente pender para o nosso extremo oposto, na tentativa de se manter no eixo.

2. Cadê o ladrão da caixa d'água?

Uma vez detectada a congruência fundamental, investigue quando e por onde você vaza. Se não for em lugar e momento adequados, evite encrencas criando respiros no seu mundo. Que tal ter à mão uma lista de lugares para se refugiar e atividades simples para fazer antes de comprimir? Cantinhos, comidinhas e cheirinhos também funcionam como espaços de fruição.

3. Brincar de férias:

Se você olhar com olhos de ver, vai encontrar ao menos um hábito de férias que pode ser incorporado à semana de trabalho. Pode ser tomar meia hora de sol, nadar no fim do dia ou tomar um café da manhã de gente. Percebi que 99 por cento das coisas mundanas podem esperar você fazer algo por si mesma na primeira hora do dia.

4. Limpa de Primavera, em todas as estações:

Se você é do tipo que gasta uma semana das férias limpando armários e gavetas, sabe como é maravilhosa a sensação de tudo fluindo na vida. Pra que esperar um ano ou uma estação inteira para se livrar do lixo? Os malas do seu facebook também são lixo. Se correr os olhos pela timeline, em dez minutos, você abre espaço para o Universo mandar gente bacana de verdade.

5. Repensar suas condições de trabalho:

O que vc mais curte nas férias:

  • Não ter hora pra acordar?
  • Passar mais tempo em casa?
  • Fazer refeições com calma?
  • Treinar mais?
  • Ir a lugares diferentes?
  • Incrementar o social?

Negocie para ter mais do que você ama, no trabalho. Pode ser:

  • uma hora a mais de sono
  • um dia da semana em home office
  • meia hora a mais de almoço
  • mudar para uma academia perto da empresa
  • fazer serviço externo
  • integrar uma equipe maior

O importante é fazer o que for preciso para cada dia terminar com a sua cota de prazer. Porque a vida é muito para caber nos finais de semana.