OPINIÃO
01/01/2015 12:19 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:36 -02

Previsões astrológicas para 2015

Prever, neste caso, não significa determinar ou fechar os sentidos possíveis, mas sim apontar quais são as principais tendências astrológicas vigentes, quem sabe o "tom" geral do ano. E 2015 trará diversas reflexões acerca do que seja verdade, justiça, acreditar.

ThinkStock

Nas conversas e nos encontros de fim de ano, poucas pessoas discordariam da frase sobre 2014: não foi fácil pra ninguém. Pois é, não mesmo. Isso devido à tensão astrológica envolvendo Urano e Plutão, além da passagem depurativa/expurgativa de Saturno por Escorpião. Assim, o que 2015 nos reserva?

Antes, uma observação: prever, neste caso, não significa determinar ou fechar os sentidos possíveis, mas sim apontar quais são as principais tendências astrológicas vigentes, quem sabe o "tom" geral do 2015 - e se você conhece seu mapa astral, será mais fácil entender a influência dos astros neste ano que se inicia.

Inicialmente, Saturno. O senhor da foice, estruturador da vida, revelou o lado mais obscuro e podre enquanto transitou por Escorpião - este foi o desafio, a tarefa, o medo. Tivemos de roer o osso e encarar nossos demônios. Agora que Saturno ingressa em Sagitário devemos sair da sombra e traduzir o que aprendemos (a duras penas) em uma nova perspectiva sobre a vida, regida por novos princípios.

Esta é a tarefa. E pra isso, acreditar é fundamental. Não de forma ingênua ou crédula (um perigo real, especialmente no segundo semestre devido à tensão Netuno-Júpiter), mas ancorado na realidade e visando reconhecer as diferenças (Sagitário rege o estrangeiro). Os emissários de verdades totais berrarão suas crenças aos quatro cantos - o que, devido ao desespero de alguns, parecerá ser a única alternativa. Este o risco: a arrogância de supor-se acima da lei e, logo, autorizado a fazer o que bem entender.

Por outro lado, a relação com a religiosidade, política e ideologia será amplamente testada e questionada, visando atingir um patamar mais maduro. Tudo, claro, a custa de esforço, ralação,

seriedade. Isso também pode significar uma onda de conservadorismo.

Outro aspecto importante é o fim da tensão Urano-Plutão, em março. Este longo ciclo de quadratura significou a ruptura de um modo de relações sociais (Plutão em Capricórnio) disparado de forma impulsiva e individualista, vide os múltiplos movimentos sociais extremamente demarcados. (Urano em Áries). Por isso, no primeiro semestre, ainda há algumas arestas a serem aparadas. E entre o fim de fevereiro até o fim de março - um momento particularmente "quente" - haverá muitos planetas em Áries, aumentando a beligerância, a impaciência, a ação. Ânimos exaltados e animados, com muita dramaticidade e exagero devido ao aspecto com Júpiter em Leão.

Um aspecto importante no segundo semestre é a oposição Júpiter-Netuno. O ação de Júpiter ajuda a crescer e ampliar, mas sua presença em Virgem não é particularmente forte. A tensão com Netuno, porém, intensifica a polarização entre o transcendente (Peixes) e o científico (Virgem), acentuando ambos os lados. Será importante discriminar (Virgem) o que existe de real nas experiências mais sutis, sejam elas místicas, artísticas ou amorosas (Peixes). A tendência à ilusão, porém, é um risco. O mês de setembro será o auge deste trânsito.

Curiosamente, encerrando o ano que vem, Saturno encontrará Netuno, passando na peneira as inúmeras verdades lançadas ao vento, num claro movimento de contração daquilo que foi inflado anteriormente.

A serenidade e a humildade, então, serão bons aliados.

Assim, pode-se dizer que 2015 trará diversas reflexões acerca do que seja verdade, justiça, acreditar.

Sugiro que façamos essa reflexão com os pés bem fincados no chão e os ouvidos abertos para o diálogo com o outro. E sem apego, claro, bem à moda Sagitariana. Por fim, uma música que fala sobre tempo e seus efeitos sobre nossas vidas.

Tudo que você tem não é seu

Tudo que você guardar

Não lhe pertence nem nunca lhe pertencerá

Tudo que você tem não é seu

Tudo que você guardar

Pertence ao tempo que tudo transformará

Só é seu aquilo que você dá

Só é seu aquilo que você dá ("Pop Zen", Lampirônicos)

Que venha 2015! Salvem!

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.