OPINIÃO
28/11/2014 14:59 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Cuidados para comprar bem na Black Friday

Os problemas mais comuns nesta época do ano, que também temos as compras de natal estão relacionados a: cobrança de valor diferente do anunciado, onde depois na fatura do cartão vem uma cobrança de outro preço; entrega de produto diferente do anunciado (outras características, tais como tamanho, cor, tipo de voltagem); atraso na entrega; defeito; problema para realizar troca, cancelamento ou devolução.

Zero Creatives via Getty Images

Quem resiste a uma promoção? Ainda mais a uma "Black Friday"? Mas é importante ter alguns cuidados ao fazer compras, seja na loja física ou pela internet.

Primeiro, o consumidor deve verificar se o produto está realmente na promoção. Infelizmente, acontecem casos onde o produto anunciado com 50, 70, 80% de desconto, na verdade está com o mesmo valor que tinha antes.

Em seguida, se a compra for na internet, é importante verificar a disponibilidade do que se quer comprar, para evitar problemas com a entrega.

Deve-se também ter especial atenção com questões relacionadas a eventuais defeitos na mercadoria. Pode acontecer do produto estar sendo oferecido na promoção por ter algum probleminha.

Por isso, o consumidor deve sempre verificar antes de fazer a compra qual a política de troca e devolução praticada pela loja. Mesmo quando já se é cliente de um estabelecimento, pode ocorrer de o produto da promoção não ser possível fazer troca depois.

Um outro cuidado essencial envolve sempre guardar o anúncio, ou a oferta, que mostra qual era o preço, o desconto, se havia ou não frete incluso, o prazo de entrega. Pois se algo der errado na compra, o consumidor tem a prova do que tinha sido combinado pelo vendedor.

Os problemas mais comuns nesta época do ano, que também temos as compras de natal estão relacionados a: cobrança de valor diferente do anunciado, onde depois na fatura do cartão vem uma cobrança de outro preço; entrega de produto diferente do anunciado (outras características, tais como tamanho, cor, tipo de voltagem); atraso na entrega; defeito; problema para realizar troca, cancelamento ou devolução.

Quando a aquisição de produto ocorrer fora do estabelecimento comercial (por telefone, em domicílio, através de internet ou por outro meio similar) o consumidor tem o prazo de reflexão de 7 (sete) dias corridos, a contar da data do recebimento do produto ou assinatura do contrato, para desistência, de acordo com o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor.

Por último, mas não menos relevante, deve-se ter cuidado com segurança da informação, principalmente nas transações pela internet. Sempre verificar se a loja possui ferramentas para garantir a proteção da operação e evitar uma fraude com dados de cartão de crédito ou financeiros.

Recomendamos sempre comprar em lojas conhecidas, que atendam ao Código de Defesa do Consumidor, ler bem as regras antes de fazer a compra e evitar a compra por impulso, para não se arrepender depois.

No Brasil, ainda acontece muito o golpe da loja fantasma, em que as quadrilhas de criminosos se aproveitam desta época em que todos buscam um desconto, para oferecer algo imperdível mas que na verdade é uma arapuca para pegar os dados do cliente e dar golpe na praça.

Havendo algum problema, o cliente deve primeiro entrar em contato com a loja. Por isso, é bom já ter a mão estes contatos antes, bem como sempre exigir a nota fiscal e a garantia do produto.

Não conseguindo resolver na loja, a pessoa pode buscar o PROCON, o Juizado Especial de Pequenas Causas, bem como também fazer a denúncia no novo Portal do Consumidor lançado este ano: http://www.consumidor.gov.br/

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

VEJA TAMBÉM NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Problemas enfrentados pelo consumidor na Black Friday Veja Fotos