OPINIÃO
17/02/2014 16:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:04 -02

10 jeitos de não reagir quando alguém sai do armário (GIFs)

Ao sair do armário, muito gay sonha com um mundo perfeito. Em nossas fantasias, os amigos serão super compreensíveis e nossas mães vão até fazer uma festa, de tanta alegria e orgulho.

2014-02-11-mom.gif

Bom, alguns de nós têm sorte e, de fato, amigos e mães compreensíveis. Mas, pra outros -- e talvez pra maioria - a realidade é um pouco diferente.

Estas são 10 reações comuns que encontramos ao abrir a porta do armário:

1. "Eu acho que você tem que esperar pra contar pra mamãe."

2014-02-11-alice.gif

Tá. Mas até quando? Porque talvez eu tenha esperado desde o colégio, pela faculdade, uns dez encontros e meus primeiros meses de namoro. Então... você diz esperar até que a fada antigay venha me heterossexualizar à noite?

É compreensível: se os pais estão passando por um momento difícil, dar uma segurada na onda pode ser uma boa. Mas a gente ouve isso, de irmã(o), de tia(o), até se estiver tudo bem. É natural, eu acho, querer dar um pause geral pra poder respirar e processar.

2. "Por que você está fazendo isso comigo?"

2014-02-12-john.gif

Então... é que na verdade eu não estou fazendo isso com você, não. Eu sou tão gay pra você quanto pra todo mundo. Assim, na verdade, com algumas outras pessoas eu sou mais gay ainda.

A gente escuta isso de pai e mãe, normalmente -- e até se essa não for exatamente a resposta, é o sentimento que fica. E é muito difícil não se sentir culpado ou com vergonha, respirar fundo e dizer "mãe, pai, eu sei que vocês podem estar se sentindo traídos pela minha gayzice (e talvez eu tenha, no passado, me sentido assim também) e sua dor possa ser tamanha que isso se tornou algo sobre você e só sobre você; mas na verdade não é. Assim, essa coisa gay existe sozinha - eu só estou é a te informar sobre essa coisa". Normalmente, a gente não fala isso. Normalmente, cai tudo aos trancos e barrancos.

3. "Você está destruindo a minha família."

2014-02-11-sosorry.gif

Me desculpa mesmo que você se sente tão mal por isso -- e o fato de você se sentir tão mal meio que me alimenta com esse prato enorme de vergonha, culpa e mágoa. Olha, isso não é muito mais fácil pra mim. Escuta, provavelmente é, pra mim, muito mais difícil; pensa só -- você é só uma das muitas pessoas que eu estou machucando (por ser eu apenas - estou a machucar pessoas que amo pelo simples fato de ser eu). Me abraça e acredita em mim; eu não estou fazendo isso com a intenção de destruir a nossa família.

4. "Você deve estar confuso, vamos te levar pra terapia."

2014-02-11-therapy.gif

Ótima idéia. Que tal a gente ir junto e ver o que psicologia (ou ciência) de verdade diz sobre homofobia?

5. "Ai meu Deus, você quer me pegar?"

2014-02-11-marilyn.gif

Mas que parte do "Sou gay, tenho uma namorada e estou muito feliz" te deu essa idéia?

6. "Você não vai colocar no Facebook, vai?"

2014-02-11-paperbag.gif

Não, claro que não. Afinal, me esconder nas sombras e jamais ser honesto a respeito de quem sou me parece uma maravilhosa forma de viver.

Vamos defender a autenticidade e transparência no mundo, rapaz. Se eu for moderninho da mídia social ou se eu estiver a fim, eu vou. Eu, hein.

7. "Você é passivo ou ativo?"

2014-02-11-excuse.gif

Com licença, você gostaria de uma cueca minha também? Jesus, que indiscrição.

8. "Tá bom, mas fica com a cabeça aberta porque às vezes isso é fase."

2014-02-11-okay.gif

Pode deixar.

9. "Eu não tenho nenhum problema com isso!"

2014-02-11-dontcare.gif

Poxa, então, eu meio que não pensei que você fosse ter nenhum problema com isso, na verdade. Mas é que quanto mais você me fala que não se importa, mais desconfortável você parece estar. Tudo bem com você?

2014-02-11-fine.gif

Então, está ficando um pouco estranho.

10. Sensacional! Vamos fazer um a três?!

2014-02-11-girlsnextdoorpillowfighto.gif

Hmmm... Só se você não se importar com a nossa guerra de travesseiros...!

Ah, vamos lá, classe média, acorda.

*

A gente entende: ser pessoa não é fácil. Mas, olha, ser uma pessoa gay, no momento de sair do armário, é particularmente difícil. Se alguém que você se importa está tomando a decisão e colocando a cara a tapa -- não bate, não. Seja bacana. Ser humano é vulnerável pra caramba, afinal.

2014-02-11-emotions.gif


Para inspirações, dá uma olhada nesse link com 11 reações de derreter um coração. A página é em inglês, mas chama aquela prima que fez IBEU e dá uma olhada.