OPINIÃO
19/03/2014 14:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:12 -02

8 personagens femininas marcantes da literatura

Das inúmeras garotas, mães e senhoras que marcam os enredos mais clássicos ou os mais bombados no momento, escolhemos os que mais se destacam por suas características marcantes. Será que você vai concordar?

Das inúmeras garotas, mães e senhoras que marcam os enredos mais clássicos ou os mais bombados no momento, escolhi aquelas que mais se destacam nos livros pelas características que apresentam. É bem possível que você não concorde com algumas delas ou não encontre a sua favorita, afinal, personagens marcam cada leitor de uma maneira diferente. Se isso acontecer, compartilhe sua opinião por meio dos comentários. ;)

1. Lisbeth Salander - heroína

Trilogia Millennium, de Stieg Larsson

Quem já leu algum volume da trilogia Millennium, ou então já assistiu ao filme brilhantemente dirigido por David Fincher, sabe por que afirmamos que Lisbeth Salander é a heroína dos nossos tempos. Miúda e andrógena, a personagem parece frágil, mas é forte. Ela não tem receio de se vingar de quem precisa, é solitária, não tem ilusões e conta com uma memória fotográfica. Hacker, Lisbeth vê na tecnologia uma oportunidade de protesto, carrega em si todas as marcas do velho mundo, representado pelo Estado que a condenou e ainda controla a sua vida. Como sofre na pele a violência do mundo, ela tem o corpo coberto por piercings e um dragão tatuado nas costas para sempre lembrar que, naqueles casos, foi ela quem escolheu se flagelar.

2. Capitu - duvidosa

Dom Casmurro, de Machado de Assis

Dissimulada ou mal compreendida? Uma das maiores criações de Machado de Assis desperta discussões desde a época em que foi escrita. Tudo o que sabemos sobre Capitu, foi contado por Bento Santiago, o famoso, apaixonado e paranoico Bentinho. Segundo ele, a bela vizinha morena, de 14 anos, cabelos grossos, olhos grandes e o grande amor de sua vida foi a responsável por uma traição que teria marcado sua adolescência e mudado o rumo de sua existência.

3. Hazel Grace - sarcástica

A Culpa é das Estrelas, de John Green

Fofa, apaixonada pelo livro Uma aflição imperial (e ainda considera o autor seu terceiro melhor amigo), telespectadora assídua de America's Next Top Model e não perde a chance de tirar um sarro dos amigos. Essas características descreveriam uma garota comum, mas tem um detalhe que torna o enredo de John Green particular: Hazel tem câncer com metástase nos pulmões. :( Mas acredite: apesar disso, o livro consegue ser engraçado e fofo.

4. Lolita - provocativa

Lolita, de Vladimir Nabokov

Dolores, Lô, Lola ou Lolita é a personagem de Vladimir Nabokov que, aos 12 anos, deixou o intelectual Humbert Humbert apaixonado, obcecado e louco. Pode-se dizer que Lolita é perversamente ingênua e, cheia de facetas, assume várias formas sob o olhar apaixonado do "quarentão" num dos principais romances do século XX.

5. Alice - maluca

Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll

Uma das personagens mais excêntricas de todos os tempos, Alice é independente e não sabe como equilibrar seus desejos com as expectativas dos outros. Sentindo-se presa em meio à mentalidade das mulheres da aristocracia, a garotinha criada por Lewis Carroll embarca numa trajetória por um mundo fantástico.

6. Clarissa Dalloway - complexa

Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf

O romance é protagonizado por uma mulher. Mas como o próprio título sugere, por uma mulher que se esconde por trás do sobrenome do marido: Dalloway. O livro trata de um único dia na vida de Clarissa, seguindo a protagonista pelas ruas de Londres, ao mesmo tempo em que registra suas ações, sensações e pensamentos. Ela sente-se feliz por ter se casado com Richard, mas com o passar das horas, Virginia Woolf revela uma mulher muito mais complexa, como o questionamento em que a personagem faz entre o amor que sente pelo marido e aquele que sentia por Sally Seton na juventude.

7. Dorothy - destemida

O Mágico de Oz, de L. Frank Baum

A garotinha do Kansas que vive numa fazenda com os tios e o cãozinho Totó vai parar, acidentalmente, na Terra de Oz. E é por lá que ela encontra os famosos personagens Homem de Lata, Leão e Espantalho. Para conseguir voltar para casa, ela precisa enfrentar o temido Mágico de Oz.

8. Anastasia Steele - recatada

Trilogia Cinquenta Tons de Cinza, de E. L. James

Aos 21 anos, a ingênua e inocente universitária nunca teve um namorado. Mas mal sabe ela que, depois de conhecer o misterioso e sedutor empresário Christian Grey, vai viver um intenso e sensual caso de amor. Contanto o romance erótico entre Ana e Grey, somado a pitadas de sadomasoquismo, E. L. James emplacou um dos maiores fenômenos editoriais dos últimos tempos.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost