OPINIÃO
18/06/2014 13:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Com uma semana, Copa do Brasil já faz história

Como se esperava, os brasileiros não conseguem falar sobre outra coisa - ou estão seguindo os jogos, muito excitantes, ou os protestos que acontecem em todo o país.

Pool via Getty Images
SAO PAULO, BRAZIL - JUNE 12: (L-R) A general view as singers Jennifer Lopez, Claudia Leitte and Pitbull perform during the Opening Ceremony of the 2014 FIFA World Cup Brazil prior to the Group A match between Brazil and Croatia at Arena de Sao Paulo on June 12, 2014 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Pool/Getty Images)

De qualquer ângulo que se olhe, é impossível negar que a Copa do Mundo do Brasil está fazendo história. Como se esperava, os brasileiros não conseguem falar sobre outra coisa - ou estão seguindo os jogos, muito excitantes, ou os protestos que acontecem em todo o país.

Os protestos até agora foram menores do que as pessoas pensavam, mas o mesmo não se pode dizer da brutalidade da polícia. No dia da abertura, um grupo de manifestantes demonstrava seu apoio aos trabalhadores do metrô de São Paulo, que foram demitidos depois de entrar em greve, quando policiais dispararam balas de borracha e gás lacrimogêneo, obrigando as pessoas a se refugiar na sede do sindicato. Uma jornalista da CNN e um fotógrafo da agência AP ficaram feridos. Em Belo Horizonte, o repórter da Agência Pública Bruno Fonseca ouviu depoimentos de que a polícia agrediu e deteve manifestantes.

"Fomos tratados como criminosos perigosos", disse Cleiton Martins, de 23 anos. "Eles até tentaram algemar nossos tornozelos."

Enquanto isso, se há alguém satisfeito com a Copa do Mundo parece ser o presidente da Fifa, Joseph Blatter. No congresso anual da federação, realizado um dia antes da abertura da Copa do Mundo em São Paulo, ele conseguiu derrotar uma proposta da Federação Europeia de Futebol que limitaria o período de presidência da Fifa a oito anos, e a idade máxima a 75. Blatter tem 78 e está no cargo há 16 anos.

Ali no palco, ele anunciou que dividiria parte do lucro da Fifa nesta copa -- a mais lucrativa de todos os tempos. Ele cedeu US$ 200 milhões às federações que participam da Fifa.

"Vocês estão contentes?", perguntou Blatter do palco. Então ele dançou.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS COPA NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Os Melhores Doodles da Copa 2014 Veja Fotos