OPINIÃO
29/04/2014 11:18 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:28 -02

Copa do Mundo no Brasil: um caso de amor e ódio

Garanto a vocês que muita gente que está reclamando da Copa no Brasil, agora está postando uma foto ao lado do cobiçado objeto dourado. Incoerência dessas pessoas? Não.

Getty Images
MIAMI, FL - APRIL 16: Ana Patricia Gonzalez poses during FIFA World Cup Trophy Tour on the set of Despierta America at Univision Headquarters on April 16, 2014 in Miami, Florida. (Photo by Alexander Tamargo/Getty Images)

Os cientistas, aquelas pessoas de jalecos brancos que você deve acreditar, comprovaram que o amor e ódio podem sim vir da mesma região do nosso cérebro. Mas isso não chega a ser algo tão revelador para nós meros mortais. Quem nunca vivenciou o amor e o ódio em uma relação amorosa, com um parente ou amigo?

O fato é que para você amar ou odiar, algo deve desencadear esse processo. Pode ser uma pessoa, mas muitas vezes também pode ser um objeto. Um objeto que represente algo que você goste ou não. Algo que possua um simbolismo.

Pois bem, um objeto que anda viajando pelo nosso país e lotando shoppings, estádios, etc, é a tão falada Copa do Mundo. Sim, a taça que é o símbolo máximo desse evento e possui 18 quilates de ouro maciço e está fazendo um tour por 27 cidades do Brasil.

Porém esse objeto, que é ao mesmo tempo o símbolo das glórias do nosso futebol, é também o símbolo das manifestações pelas cidades brasileiras. Símbolo de amor e ódio ao mesmo tempo!

Garanto a vocês que muita gente que está reclamando da Copa no Brasil, agora está postando uma foto ao lado do cobiçado objeto dourado. Incoerência dessas pessoas? Não. Agora vocês também sabem que é comprovado cientificamente que isso é possível; que podemos amar e odiar (e vice-versa) a mesma coisa ao mesmo tempo.

Esse é o poder que a Copa está tendo sobre todos nós. Esse é o poder sabiamente usado pelos detentores e inimigos desse símbolo. Eles estão em uma eterna disputa pelo mesmo pedaço do nosso cérebro. Pois dependendo do seu estado anímico, você irá agir ou reagir.

Então, agora, você ama ou odeia a Copa?