OPINIÃO
24/04/2015 19:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

'Parei de desfilar porque precisava viver outras experiências', diz Fabia Bercsek

2015-04-22-1429712042-6156948-Fabia.Bercsek.Foto.Fev2015_OKUSARESSA.jpg

A Casa de Criadores (evento.casadecriadores.com.br), um evento marcado por revelar novos estilistas, nesta edição apresentou um outro formato com desfiles, vídeos e happenings, além de um novo local: o Ginásio Esportivo do Pacaembu. Mas a maior novidade foi o retorno de uma das estilistas mais autorais e queridas do mundo da moda: Fabia Bercsek. Ela fez um desfile para os olhos saudosos dos fashionistas. Abaixo, na breve conversa, ela conta como está sua vida desde 2010, quando se afastou das passarelas. Que bom que ela voltou!

O que te fez voltar às passarelas?

Preciso comunicar novos projetos e ideias. Tenho uma aliança de trabalho com a marca de calçados Cravo&Canela e os produtos que assino têm alcance comercial muito maior. Consequentemente precisamos gerar uma comunicação proporcional. Por isso, esta foi a hora certa para apresentar um desfile.

Quando foi seu ultimo desfile? Por que demorou tanto tempo para voltar?

Apresentei o Inverno 2010 em Janeiro de 2010 no SPFW como despedida não previamente anunciada. Mas minha marca não foi extinta, apenas me posicionei diante de minhas necessidades e conceitos como artista. Precisei parar de desfilar. Se estou voltando agora é porque tenho algo importante para comunicar.

O que aconteceu para que você parasse de desfilar no SPFW? Seus desfiles eram sempre um dos mais aguardados.

Parei de desfilar porque precisava viver outras experiências. Comecei muito cedo, com 20 anos de idade fiz meu primeiro desfile na Casa de Criadores, depois veio o  Amni Hot Spot e depois mais 10 edições no SPFW. Eu estava cansada deste sistema. Sempre fui independente, construí a minha marca com meus próprios recursos e idealismo. Foi uma grande batalha.

O que preparou para este novo trabalho?

 O foco é o lançamento do meu produto em parceria com a Cravo&Canela. Sempre dei atenção especial aos acessórios, e agora estou totalmente focada no universo dos calçados. O desfile segue o conceito que criei para o ''High Lace Tennis Boot'', que é o de uma fórmula mágica... um produto encantado... irresistível... e ''girlie''. O design do tênis tem poder de atração através do encanto de sua forma e de seus detalhes. Por isso o conceito ''charmed with grace''. Na passarela apresentarei looks que celebram o ''High Lace''. A coleção é atemporal, clássica e segue o conceito "charmed" - statement do projeto.  

Durante o período de ausência dos desfiles você se dedicou a outros projetos. Poderia me contar sobre alguns deles?

Diante desta ''manobra'' eu descobri um novo caminho. E, mesmo longe do mercado, eu não estive longe da moda. Não parei de trabalhar. Destaco um dos projetos mais importantes que já desenvolvi: o figurino do espetáculo de dança TATYANA da Cia. Deborah Colker, em 2011. 

No ano seguinte iniciei meus lançamentos via website fabiabercsek.com. Criei uma plataforma online experimental, que resultou em um e-commerce, onde comercializo meus produtos em edições limitadas. E foi desta forma  que cheguei ao cenário que vivo hoje, sendo a diretora criativa da Cravo&Canela.

 

O que você quer hoje profissionalmente?

Executar um trabalho pioneiro com a Cravo&Canela. E seguir com o experimentalismo na minha marca. Na sua opinião como está a moda brasileira atualmente?A moda é renovação e evolução.. no Brasil não é diferente. Mas sinto falta de maior liberdade.

 

Qual seu grande ídolo na moda?

Não idolatro ninguém. Mas não nego admiração por Coco Chanel.

 

Está com outros projetos?

Sim, estou montando um arquivo online com imagens marcantes de minha trajetória. É praticamente um livro...