OPINIÃO
01/12/2014 15:24 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:01 -02

Deixem os periquitos cantarem!

Será que existe algum lugar do planeta em que as pessoas cubram árvores para que os pássaros não pousem nelas? Há dois anos, em Manaus, os moradores de um condomínio de luxo mandaram cobrir com telas as palmeiras da fachada. Diziam que era para proteger "seu patrimônio" e porque não aguentavam.

Education Images via Getty Images
Alexandrine Parakeet / Alexandrian Parrot (Psittacula eupatria). (Photo by: Education Images/UIG via Getty Images)

Será que existe algum lugar do planeta em que as pessoas cubram árvores para que os pássaros não pousem nelas? Talvez em árvores frutíferas, plantações. Mas em Manaus, há alguns anos, moradores de um condomínio de luxo plantaram palmeiras não nativas para embelezar sua fachada. Não sei porque diabos, os periquitinhos que vivem sendo expulsos de sua mata nativa para construírem shoppings, condomínios e estradas, começaram a destruir as tais palmeiras invasoras de seu habitat.

Há dois anos, os condôminos mandaram cobrir com telas as palmeiras da fachada (embora haja inúmeras lá dentro). Diziam que era para proteger "seu patrimônio" e porque não aguentavam (!!) a algazarra no fim da tarde dos bichinhos, com a cantoria linda e barulhenta antes de se agasalharem. A opinião pública chiou por conta das telas mas, pasmem, mesmo assim o órgão ambiental do Estado, o Ipaam, autorizou as telas. Era para ter tirado em alguns meses, mas ninguém lembrou. Quem passava pelo condomínio vez ou outra via um dos bichinhos preso nas telas, mas ninguém tava nem aí.

Acontece que semana passada, mais de 200 periquitinhos estavam mortos na avenida em frente ao condomínio. Dificilmente não foram envenenados mas, pasmem de novo, o Ipaam não tem data para o laudo toxicológico. Alguns moradores contam uma versão risível, de que um caminhão teria batido em uma árvore no meio da avenida e derrubado os periquitos (!!).

No sábado, protetores de animais da paz foram ao local protestar e pedir investigação sobre a morte misteriosa. Alguns loucos, com sempre há em manifestações, gritavam aos moradores que entravam: "assassinos". Outros moradores mais loucos ainda gritavam aos manifestantes: "vagabundos desocupados". Mas não houve violência além da verbal, ainda bem.

Melhor: os bombeiros foram chamados e tiraram as telas que prendiam alguns periquitinhos. Mas soube que o condomínio já mandou amarrar de novo.... Ou seja, vai ter mais protesto. E fico muito feliz e vou de novo se houver um próximo, na paz. Nunca fui de esperar sentada, não exercer o voto ou de não reclamar meus direitos. E os animais não tem voz, e ainda querem calar seu canto.... Precisam de nós para lutar por eles.

Em Manaus, pasmem, o meio ambiente nunca foi pauta do prefeito ou do governador. Muito pelo contrário: aparecem todos engomadinhos nas inaugurações de shoppings e condomínios de luxo. Aqui, com dinheiro, você pode desmatar e construir onde você quiser, dizem. É o que observo, cada vez mais. O desrespeito à fauna e flora nativa é um fato: Manaus, pasmem de novo, nunca figurou (e pelo jeito nunca irá) nas listas das mais verdes do Brasil. Se você quiser ajudar, uma amiga criou um abaixo-assinado para que seja investigado o que houve com os periquitos aqui.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

TAMBÉM NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Animais ameaçados pelo aquecimento global Veja Fotos