OPINIÃO
24/02/2015 15:51 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:03 -02

Planeta água e sem água

Como pensar em um planeta composto em sua maior parte de água, sem água para consumo de habitantes? Como entender e aceitar o momento crítico, em que se fazem urgentes a mudança de postura, economia e conscientização?

oceancolor.gsfc.nasa.gov/FEATURE/IMAGES/A2014122.GulfOfAl...Credit: NASA/Goddard/OceanColor/MODISNASA image use policy.NASA Goddard Space Flight Center enables NASA’s mission through four scientific endeavors: Earth Science, Heliophysics, Solar System Exploration, and Astrophysics. Goddard plays a leading role in NASA’s accomplishments by contributing compelling scientific knowledge to advance the Agency’s mission.Follow us on TwitterLike us on FacebookFind us on Instagram" data-caption="Increasing solar illumination brings increased phytoplankton growth to the Gulf of Alaska every spring, and this year is no exception. The above image was collected on May 2, 2014 several orbits of Aqua-MODIS. High res: oceancolor.gsfc.nasa.gov/FEATURE/IMAGES/A2014122.GulfOfAl...Credit: NASA/Goddard/OceanColor/MODISNASA image use policy.NASA Goddard Space Flight Center enables NASA’s mission through four scientific endeavors: Earth Science, Heliophysics, Solar System Exploration, and Astrophysics. Goddard plays a leading role in NASA’s accomplishments by contributing compelling scientific knowledge to advance the Agency’s mission.Follow us on TwitterLike us on FacebookFind us on Instagram" data-credit="NASA Goddard Photo and Video/Flickr">

Como pensar em um planeta composto em sua maior parte de água, sem água para consumo de habitantes? Como entender e aceitar o momento crítico, em que se fazem urgentes a mudança de postura, economia e conscientização?

O planeta água, rodeado por oceanos, possui pouco mais de 2% de água doce. No percentual de água doce, apenas 0,02% fica disponível para consumo. E dentro desse restrito potencial, grande parte vem sendo poluída ao longo dos anos.

De repente o que parecia fazer parte de um futuro distante, se tornou uma realidade para grande parte dos brasileiros.

A escassez de água atinge boa parte do país.

O problema que assombrava as regiões mais secas há anos, agora é problema também para grandes centros urbanos e lugares que até pouco tempo, sequer imaginavam a crise que se estabeleceria.

Muito se ouviu ao longo dos anos, sobre o impacto das ações humanas no clima e na natureza. Pouco se fez para evitar o caos e hoje medidas emergenciais são adotadas e pressionam a todos.

A economia de água e luz, que era questão financeira para muitos, é urgente para que não haja racionamento e apagões.

É possível pensar a vida sem água? Deixar louças se acumularem por dias, roupas que não podem ser lavadas, poeira pela casa, "banho de caneco" ou numa visão mais pessimista, acontecendo de dois em dois dias ou duas vezes por semana?

Em muitos lugares do mundo a ausência de água potável é responsável por guerras e doenças e ocasiona condições degradantes de vida. A falta de água que hoje alcança nossas residências, já assombra plantações, criações de animais e eleva o custo dos alimentos.

Como serão os dias nas empresas sem a energia que vem da água?

O quadro que se instalou, é grave. É grave também que ainda vejamos tantas pessoas não adotarem postura de consciência e responsabilidade. Sejam pessoas físicas ou empresas. Aparentam não se importar ou não acreditar na seriedade da questão.

Estamos à beira do abismo e o pouco que cada um fizer ou não fizer, pode e vai ter efeito sobre o todo.

Se não nos preocupamos quando havia fartura e quando a natureza gentilmente nos cedia tudo o que precisávamos, que ao menos agora quando a natureza cobra o preço de nossa imprudência, possamos pagar com atitudes de seres racionais.

Façamos nossa parte! Torçamos para que todos façam! Utilize água de forma consciente e economize!