OPINIÃO
11/09/2015 18:29 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Emoção marca reinauguração dos painéis 'Guerra e Paz' de Candido Portinari na ONU

2015-09-11-1442003436-1945820-IMG_60261.JPG

Depois de quase cinco anos, os painéis Guerra e Paz do pintor brasileiro Candido Portinari foram reinaugurados na sede da ONU, em Nova York, na noite de 8 de setembro.

A obra havia deixado o prédio das Nações Unidas em 2010, quando o edifício entrou em reforma. Os murais retornaram ao local em dezembro, mas estavam cobertos desde então.

Transformar o Mundo

O evento, na sala da Assembleia Geral, teve a participação do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. A cerimônia foi dirigida pela artista Bia Lessa e falada em português.

Em entrevista à Rádio ONU, logo após o evento, ela explicou que a ideia era "pegar poemas de vários lugares do mundo, de diferentes épocas" e fazer algo que pudesse ajudar a "transformar um pouquinho" o mundo.

Viagens

Após deixar a sede da ONU em 2010, os painéis "Guerra e Paz" passaram por uma restauração, sendo exibidos ao público no Brasil e na França.

À Rádio ONU, o filho do pintor e diretor-geral do Projeto Portinari, João Candido Portinari, disse que exibir a obra ao público era um sonho que "acalentou quase que a vida toda".

Volta das Cores

Com a restauração, ele falou ainda da "surpresa de ver as cores originais dos painéis brotando de novo, a exuberância cromática que tinha sido muito atenuada ao longo desses anos todos".

João Candido Portinari também chamou atenção ao fato dos murais não terem imagens de armas, tanques, uniformes ou soldados.

Para ele, é "uma obra que não é datada" onde o pintor "representou a guerra através do sofrimento das populações civis".

Presente do Brasil para a ONU

Os painéis "Guerra e Paz" foram um presente do governo brasileiro às Nações Unidas e chegaram pela primeira vez ao hall da Assembleia Geral da ONU em 1957.

A reinauguração dos painéis "Guerra e Paz" fez parte das comemorações dos 70 anos das Nações Unidas, em outubro deste ano.

Na página da Rádio ONU, é possível assistir ao evento o evento na íntegra e também acompanhar as duas partes da entrevista com João Candido Portinari.

MAIS ONU NO BRASIL POST:

Famosos apoiam campanha da ONU


SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: