OPINIÃO
16/11/2015 18:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Brasilienses ou Não: O olhar e as histórias de pessoas aleatórias sobre Brasília

Este blog agrega algumas das principais imagens e histórias do projeto Brasilienses ou Não. Por ele, tento mostrar o olhar e as histórias de pessoas aleatórias sobre Brasília.

Montagem/Erick Caldeira

* Artigo escrito por Erick Caldeira, administrador, pós-graduando em Jornalismo Digital e Produção Multimídia

Este blog agrega algumas das principais imagens e histórias do projeto "Brasilienses ou Não". Por ele, tento mostrar o olhar e as histórias de pessoas aleatórias sobre Brasília.

As imagens são autorais, e você pode ver todas no perfil do projeto no Instagram.

Usei uma Nexus 5 para fotografar.

"Sim, eu nasci aqui... Acho que minha relação com essa cidade sempre foi de amor e ódio. Ao mesmo tempo que me encanto com esse céu maravilhoso, esse planejamento indiscutível da cidade e o ar que só é sentido por aqui, me sinto um pouco sufocada pela velocidade que ela se movimenta. Brasília tem muita história, e a gente pode perceber isso em cada lugarzinho que vamos. Nos museus, nas ruas, nos olhares das pessoas... E acho que isso é o que há de melhor. Essa possibilidade de podermos notar as várias histórias que cada rua e cada pessoa tem pra nos contar - mesmo que pelo olhar. E sendo bem sincera, a parte ruim da cidade se concentra nas oportunidades que ela não nos dá. Sempre notei que todas as pessoas são muito fechadas, cada qual com seu grupo e/ou tribo e nunca dão espaço pro outro. Os empregos em profissões artísticas são difíceis se você não tem um nome feito, as festas são sempre as mesmas e consequentemente as pessoas também. E quando eu disse que me sinto um pouco sufocada pela velocidade que ela se movimenta, eu quis dizer no sentido dela quase estar parando! Brasília é uma cidade muito calma, muito fechada, muito restrita. É um quadrado tão pequeno quanto aquele que vemos no mapa. As melhores histórias que vivi foram nos shows que fui. Apesar de ser bem fechada, e de tornar-se a nova cidade do Sertanejo, cobri alguns shows independentes e festivais de Rock para um site que eu escrevia da Mtv Brasil. Isso me ajudou bastante e mudou minha visão profissional e em relação ao próprio local. Entrevistei muito artista legal e conheci muita gente do meio jornalistico. Embora eu tenha planos de me mudar daqui, Brasília me ensinou muita coisa e me tornou boa parte do que sou hoje." #brasiliensesounao #Bsb #Brasília #ExperimenteBrasilia #peopleofBrasilia #PessoasdeBrasilia

A photo posted by Brasilienses ou Não (@brasilienses_ounao) on

MAIS BRASíLIA NO HUFFPOST BRASIL:

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: