OPINIÃO
29/10/2014 12:02 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:36 -02

7 coisas que eu gostaria de saber antes de sair do armário

Revelar a minha homossexualidade trouxe também várias lutas que senti que precisava combater sozinho. Para todos os homens gays que acabaram de sair do armário ou estão passando por esse processo, eu espero que esta lista torne a sua experiência um pouco mais fácil.

Getty Images/Flickr RF

Sair do armário foi a melhor coisa que eu fiz por mim mesmo. Não consigo pensar em outra decisão que tomei na vida que impactou de forma tão positiva a minha auto-estima e a minha qualidade de vida. Tendo dito isso, revelar a minha homossexualidade trouxe também várias lutas que senti que precisava combater sozinho. Para todos os homens gays que acabaram de sair do armário ou estão passando por esse processo, eu espero que esta lista torne a sua experiência um pouco mais fácil.

1. A aceitação começa com você

"Aceitação" é uma palavra que ganha um sentido totalmente novo quando você sai do armário. Você descobrirá que haverão pessoas, até pessoas que lhe são queridas, que nunca o aceitarão por ser gay. Além disso, você talvez nem encontre aceitação na comunidade gay. Você pode se pegar tentando ser mais masculino ou feminino só para se encaixar melhor no grupo. Mas apesar da aceitação de outros ser algo muito bom, lembre-se que você não deve ter tanto medo de perder as pessoas ao ponto de perder a sua própria individualidade. Sempre haverão pessoas que não gostam do seu jeito e isso pode ser doloroso. Bastante doloroso. Mas quando você aceita a si mesmo, você empodera a si mesmo e nenhuma opinião alheia pode tirar isso de você.

2. Você sentirá muita pressão para ter uma certa aparência

É sempre bom atrair olhares, especialmente olhando para trás. Mas você vai perceber rapidamente que a comunidade gay parece ser composta de modelos da Calvin Klein, e talvez você olhe para si mesmo e não se sinta que se encaixa muito bem. Podem lhe dizer que é preciso ter um certo biotipo ou estilo e pressões de todos os lados para se encaixar nesse ou aquele molde. E vá por mim, a mídia gay não ajuda em nada. Mas você precisa lembrar que você está ótimo do que jeito que está, e deve tentar transmitir essa atitude positiva para os gays ao seu redor.

3. É bom proteger as suas amizades platônicas com outros gays

Todos os seus amigos são maravilhosos e você deve valorizar todos igualmente. Mas vai chegar um momento em que um garoto vai partir o seu coração ou você será vítima de preconceito e nesse momento você precisa contar com alguém que te entende de verdade. Amizades platônicas entre a comunidade gay são tão raras quanto unicórnios e você protegê-las com unhas e dentes. Ah e com certeza não deixe um bofe atrapalhar suas amizades. Nunca vale a pena.

4. É preciso saber escolher suas batalhas

Você acabou de sair do armário e de repente o mundo parece ser mais preconceituoso do que antes. A realidade é que ele sempre foi assim. Só que agora você está consciente disso. Como um pessoa assumidamente homossexual, você tem a oportunidade de se posicionar e usar a sua voz para tornar o mundo um lugar melhor. Mas é importante lembrar que você não conseguirá lutar contra todas as injustiças, e viver na ofensiva constantemente acaba drenando a sua saúde mental. Conserve as suas forças e use-as só quando realmente for necessário.

5. Você também já viveu dentro do armário. Não pressione as pessoas

Claro, é irritante quando aquele cara que você quer namorar simplesmente não aceita o fato de que ele é gay e se assume. Mas ele não deve isso a você ou a qualquer outra pessoa. As pessoas se assumem quando estão prontas, no tempo delas, como você fez. Dê um desconto a ele.

6. Defenda a comunidade como um todo

As vezes o G esquece do L e do B e do T. Mas tente lembrar que nós, homens homossexuais, devemos muito a ativistas bissexuais, trans e lésbicas, tanto no passado quanto no presente. A comunidade é importante, a história LGBT é importante - e apesar de você talvez nunca entender as lutas específicas de outros grupos, você ainda pode apoiá-los como eles apoiaram a você.

7. Não se envergonhe por não ter saído do armário mais cedo

Quando você encontra aquele garoto de 18 anos que já se assumiu há dois anos, é claro que vai ficar com inveja. Você bem que poderia ter se assumido antes, né? Porque você demorou tanto? Mas, lembre-se, todo mundo está trilhando um caminho diferente na vida. A coisa mais importante é que você aproveite o momento que está vivendo aqui e agora, para ser o melhor, ser mais você. Quem sabe? Talvez alguém mais jovem verá sua atitude e dirá: Hoje será o dia em que vou me assumir.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

TAMBÉM NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Gays desenhando vaginas Veja Fotos