Opinião

Caro Eminem, não precisamos de mais misoginia em 2015

Caro Eminem, pare de ser estúpido. Você está velho demais pra isso. Se quiser realmente competir com rappers decentes e de qualidade, não trate misoginia como diversão.
NEW YORK, NY - NOVEMBER 05:  Eminem speaks onstage at WSJ. Magazine 2014 Innovator Awards at Museum of Modern Art on November 5, 2014 in New York City.  (Photo by Mike Coppola/Getty Images)
NEW YORK, NY - NOVEMBER 05: Eminem speaks onstage at WSJ. Magazine 2014 Innovator Awards at Museum of Modern Art on November 5, 2014 in New York City. (Photo by Mike Coppola/Getty Images)

Por algum motivo, mesmo em 2015 as pessoas ainda se ofendem profundamente se você discorda ou critica Eminem, apesar de sua personalidade questionável e xingamentos constantes - especialmente direcionados a mulheres em seus versos, naturalizando ofensas e agressões em um meio musical que já não depende mais disso de forma alguma.

No último dia 23, Eminem fez uma participação no programa de rádio Shade 45, onde fez um intenso freestyle de oito minutos direcionado a diversas personalidades relevantes da atualidade.

Nem a transexual Caitlyn Jenner fugiu da mira de suas rimas questionáveis; em um dos versos, ele diz: "Vejo a vadia em você, Caitlyn. Mantenho a pistola escondida igual o pênis do Bruce Jenner".

Além de Caitlyn, Azealia Banks, Rita Ora, Miley Cyrus e outras famosas se juntam à longa lista de mulheres que já passaram pela boca do rapper.

Recentemente, Azealia Banks usou seuTtwitter para criticar sua atitude. Ela já deu declarações sobre ter sido abusada por um de seus primeiros parceiros, tema usado no freestyle. Na rede social desabafou: "Você ainda escolhe fazer piada de uma coisa que não foi engraçada. Fazer graça de uma mulher que foi friamente agredida porque não pôde se defender. Eu foi uma vítima da violência doméstica e isso não é engraçado... De nenhuma forma", e continuou: "Além do mais: Você vai atrás de mulheres e as usa como piadas nos seus versos, mas aposto que NUNCA tentaria pressionar Jay-Z dessa maneira".

Há alguns meses, com o lançamento de sua música Vegas, ele passou dos limites ao insinuar uma ameaça de estupro à Iggy Azalea em um dos versos da música. Seus fãs naturalizaram a situação, e alguns tomaram as redes para agredir Iggy verbalmente. Ela respondeu: "As mulheres da música tem os maiores colhões pois aguentamos muito mais abuso e críticas. É especialmente constrangedor porque meu irmão de 14 anos é o maior fã de Eminem e agora o artista que ele admira diz que quer me estuprar. Ótimo!", ironizou. "Eu estou cansada de homens velhos ameaçando mulheres jovens como forma de entretenimento".

O ano de 2015 vem sendo um ano de ótimas novidades para o hip-hop em geral. If You're Reading This It's Too Lake, de Drake é uma das melhores mixtapes lançadas nos últimos tempos. Meek Mill, parceiro de Nicki Minaj surpreendeu a lançar um álbum cheio de faixas fenomenais. Fetty Wap, nova aposta do rap vem conquistando o mundo todo com excelentes versos, exaltando as mulheres, e não as ameaçando.

No fim, as ofensas vieram com uma "justificativa" rasa e sem fundamento, como é de costume dele: "Se foi pessoal, alguém saberia. É tudo diversão". Como disse Azealia, isso não é engraçado de forma alguma. Eminem é sem dúvida um dos melhores e mais talentosos rappers vivos, e por isso mesmo não precisa se apoiar nesse tipo de tema.

Portanto, caro Eminem, pare de ser estúpido. Você está velho demais pra isso. Se quiser realmente competir com rappers decentes e de qualidade, não trate misoginia como diversão.


VEJA TAMBÉM:

Celebridades antes da fama