OPINIÃO
29/01/2015 12:16 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:44 -02

10 diferenças entre os seus 20 e 30 anos

Se você está em seus trinta anos agora, assim como eu, então eu tenho certeza que você notou algumas diferenças que separam esta década da última. Algumas são sutis e é difícil até mesmo perceber quando a transição aconteceu e outras aparecem de uma noite pra outra, como aquela nova ruga ao redor dos lábios. É só comigo? Acho que não.

Se você está em seus trinta anos agora, assim como eu, então eu tenho certeza que você notou algumas diferenças que separam esta década da última. Algumas são sutis e é difícil até mesmo perceber quando a transição aconteceu e outras aparecem de uma noite pra outra, como aquela nova ruga ao redor dos lábios. É só comigo? Acho que não.

Aqui estão 10 diferenças entre os nossos 20 e 30 anos:

1. Dieta de Beleza

Aos 20 anos, o nosso ritual de beleza noturno consistia em escovar os dentes e lavar o rosto só com a "boa e velha" água e sabão. Aos 30, leva mais tempo ir pra cama do que se arrumar de manhã. Primeiro há a esfoliação, com a nossa escova massageadora e depois damos aquelas leves batidinhas no rosto. Aplicamos o creme da noite, mas não ao redor dos olhos, há um creme especial para isso. Não se esqueça dos refinadores de poros e de usar o fio dental. Tente dormir de costas, caro leitor. Desta forma a gravidade pode trabalhar a seu favor e você adiará algumas rugas.

2. Sutiã

Aos 20 o sutiã era opcional. Esses chatos são atrevidos! Nos 30, eles são obrigatórios, sem sombra de dúvida, especialmente se você teve filhos. Eu estou bem perto de parecer uma dessas imagens de capa da National Geographic. Eu guardo minha caneta na parte inferior do meu seio e eu sei que ela não vai a lugar nenhum. É sério.

3. Franjas

Aos 20, contemplamos ter franjas, já que elas são tão bonitinhas e na moda. Aos 30, temos franja para esconder todas as marcas horrorosas que cobrem nossa testa!

4. Escolher calcinhas

Aos 20, conhecer alguém para se relacionar era sempre uma possibilidade, por isso sempre usávamos calcinhas fio dental rendadas e sempre tínhamos nossas pernas depiladas. Aos 30, estamos casadas e entramos na rotina, então as calcinhas da vovó e as pernas cabeludas ganham sempre!

5. Fitness

Aos 20, se necessário, para perder alguns quilos, tudo o que tínhamos que fazer era uma dieta por alguns dias, talvez nos exercitarmos um pouco. Aos 30, vivemos de alface e exercício diários, apenas para subirmos na balança e percebermos que GANHAMOS meio quilo!

6. Arrancar pelos

Aos 20, puxar e arrancar os pelos com a pinça era apenas para as sobrancelhas. Aos 30, é assim "Que MERDA é essa que está crescendo no meu queixo?!" e outros locais onde pelos não deveriam ser vistos em um corpo feminino. Falei demais, né?

7. Tolerância a álcool

Aos 20, numa noite difícil de bebedeira eu chamaria algumas amigas para um encontro tipo brunch à 1 da tarde. Aos 30, nós encorajamos as crianças a comerem cereais no café da manhã em frente à TV, enquanto a mamãe toma café preto e dois Advil jurando que nunca mais beberá. Novamente. Na verdade, as crianças comem cereal no almoço também. Possivelmente no jantar, já que é o tempo que leva para eu me recuperar. E eu só tomei três drinks!

8. Cor dos cabelos

Aos 20, colorir nossos cabelos era divertido. Às vezes umas luzes loiras, talvez um cabelo bem vermelho, mechas cor de mel à la J Lo, provamos de tudo! Aos 30 anos, nós escovamos nossos cabelos, observamos alguns cabelos brancos e marcamos uma hora o mais rápido possível. Nossa cabeleireira está na nossa lista de discagem rápida.

Nem tudo é negativo, no entanto. Envelhecer significa também que nos tornamos mais sábias e com isso conquistamos algumas regalias bem impressionantes.

9. Hábitos de limpeza

Aos 20, passamos aspirador de pó, lavamos os pisos e até esfregamos os banheiros. Aos 30, temos uma faxineira. Duas vezes por semana. Uma benção.

10. Sexo

Aos 20, o sexo era divertido, mas nos deixávamos consumir por pensamentos do tipo "será que ele percebe como a minha bunda se mexe de pé de onde ele está? "Aos 30 nós conhecemos o nosso corpo, o que gostamos e não temos vergonha de ir atrás. Com certeza ajuda o fato de que durante o parto, cerca de seis pessoas diferentes tinham seus rostos perto de mim, os dedos besuntados com vaselina, me esticando e dizendo para me preparar para fazer força. Depois disso, eu não tenho mais pudores.

BÔNUS: Na verdade, aos 20, nós nos importamos com o que os outros pensam de nós, desde a garota na esteira ao lado na academia até os nossos *suspiros* pais. Aos 30, percebemos que só ligamos para o que as nossas crianças pensam de nós, e mesmo assim, sabemos que é o amor verdadeiro. Um tipo de amor grudento, desajeitado e que dá vontade de abraçar.

Mesmo sentindo falta que peçam o meu RG no momento da compra de bebidas alcoólicas, ou da pele úmida e macia de outrora, penso nas roupas desgastadas que têm uma aparência melhor, além de vestir bem, assim como seu par de jeans favorito. Só não os jeans skinny. A cintura também cresce aos 30. É só comigo? Acho que não.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

Siga a gente no Twitter

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

VEJA TAMBÉM: