OPINIÃO
15/08/2014 09:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Carta aberta contra a universidade pública e gratuita

"Se a USP é tida hoje como a segunda melhor universidade da América Latina, certamente não é por causa dessa pobretada que vive em greve."

EVELSON DE FREITAS/ESTADAO CONTEUDO

Magnificentíssimo Reitor Marco Antonio Zago,

Antes de cumprimentá-lo pela firmeza com que vem tratando os baderneiros da USP, preciso me apresentar: sou um senhor paulistano, temente a Deus e defensor da meritocracia. Sendo eu este homem de bem, não posso deixar de parabenizá-lo, não apenas pela indiferença diante das reivindicações dos grevistas (gente incapaz de reconhecer a generosidade do reajuste de 0%), mas sobretudo pela continuidade do belo trabalho de sucateamento que o saudoso reitor João Grandino Rodas tão bem já implementara nessa instituição.

Alegraram-me muito recentes notícias publicadas pelo jornal mais vendido de S. Paulo, nas quais foram mencionadas, entre outras sábias medidas, um plano de demissão voluntária e uma proposta de redução da jornada dos professores - acompanhada de uma justa e quase proporcional redução de salários.

Sobre a demissão voluntária e a consequente redução do quadro de funcionários, afirmo que não poderia haver medida mais acertada. Se a USP é tida hoje como a segunda melhor universidade da América Latina, certamente não é por causa dessa pobretada que vive em greve. Na verdade, é o contrário: todos sabemos que a excelência de uma instituição está ligada à sua porcentagem de mestres e doutores, que podem muito bem trabalhar sozinhos. Certamente por estar ciente disso, Vossa Magnificência acaba de encontrar um método tão simples quanto genial de melhorar imediatamente a proporção na USP: sumir com a raia miúda! Claro: o ideal é, no médio prazo, a universidade não ter telefonistas, faxineiros, seguranças nem nada disso. Com 100% do quadro composto por professores doutores, a Universidade de São Paulo vai ser o que São Paulo merece: a melhor universidade da galáxia!

Mas é bom destacar: mesmo esses professores, como Vossa Magnificência bem observa, andam dando gastos demais. Em um primeiro momento, como temos uma atrasada legislação bolivariana que ainda não permite a redução de salários, a saída é mesmo a diminuição da jornada, com a redução proporcional dos vencimentos. Justo e necessário! Afinal, todos sabemos que o bom professor universitário é aquele que mal fica na faculdade e, quando sobra tempo, dá umas aulinhas: o bom professor da Economia é aquele se dedica copiosamente a prestar consultoria em grandes bancos; o bom professor da Medicina é aquele que, por amor à vida - especialmente à sua vida -, atende a gente fina nos hospitais de ponta em São Paulo; o bom professor do Direito é aquele que trabalha nos grandes escritórios, usando todo seu talento e vocação em favor de quem vier a pagar mais caro; o bom professor da História é aquele que... Que... Bom, talvez possamos rever também a necessidade de manter uma faculdade de História...

Para terminar, manifesto minha mais comovida admiração pela sua fidelidade com o grupo que vem governando São Paulo nas últimas décadas. Embora Vossa Magnificência constantemente culpe o antigo reitor pela suposta crise orçamentária da USP, em nenhum momento foi lembrado que João Grandino Rodas não foi eleito pela comunidade uspiana, mas escolhido pelo governador. É fundamental esquecer esse fato, pois a lembrança poderia deixar explícita a nossa vontade de destruir a universidade pública para, logo que possível, praticar a linda alckimia de transformar o público em privado. É melhor mesmo que isso seja feito às escondidas, sem muito alarde, porque nem todo mundo gosta de privatizações. O jeito é ir sorrateiramente, de pouco em pouco, como Vossa Magnificência parece querer fazer. A estratégia é simples: primeiro a gente enxuga, depois a gente seca. Aliás, "secar" é com a gente mesmo!

Deixo meus entusiasmados cumprimentos,

Paulistano Feliz.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.

MAIS IRONIA NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos 29 imagens para entender o que é ironia Veja Fotos
Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost