OPINIÃO
28/10/2014 19:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

O milagre das virgens

Christopher Kontoes via Getty Images

O que aconteceria se cientistas provassem que é possível nascer um descendente a partir de uma fêmea virgem? E que ele possui genes diferentes dela?

Provas de que milagres do passado eram possíveis! As implicações para a religião seriam muitas e ao mesmo tempo nenhuma. Nem uma.

Uma cobra píton acaba de passar por uma situação inesperada para muitos, uma fêmea teve filhotes sem contato nenhum com um macho.

As cobras não são os primeiros animais a demonstrarem essa capacidade. A partenogenese, pássaros e tubarões já foram vistos na mesma situação. Não só o animal sexuado reproduz sem contato, mas com a mutação adequada quem sabe o que esses animal é capaz de fazer.

Natural. Natureza. Apesar de raro, é cientificamente comprovado que uma fêmea pode parir um descendente sem necessidade de um macho.

Mas isso não prova que uma fêmea humana seria capaz de fazer isso. Pelo contrário, prova que com a ajuda do criador das variedades existentes, a genética, é possível um milagre, que nesse caso é simplesmente um evento raro.

Milagre é o impossível pela lei da natureza, pelos teístas ele é compreendido como uma mensagem de um ser omnipotente. Mas se isso é possível, é uma raridade e não um milagre, assim como a inteligência de Einstein é rara e a elefantíase é rara. O nascimento das cobrinhas não é um milagre.

Einstein, o homem elefante e a cobra não precisaram de visitas santas e grandes obras visionárias para nascer. Segundo o cristianismo, Jesus também está no grupo dos que nasceram sob uma condição rara, somente documentada no passado.

E como Einstein, o homem elefante e a cobra dessa semana, todos mudaram nossa compreensão da natureza criadora e do ser humano. Se eles são um milagre de Deus pai ou a loteria da mãe natureza, pouco importa.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

TAMBÉM NO BRASIL POST:

18 animais que estão de ressaca