OPINIÃO
29/04/2014 15:54 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:28 -02

Será que o gigante voltou a dormir?

Faltam poucos dias para completar "Um aninho" dos atos realizados em Junho de 2013. Há anos o país não via tamanha mobilização em prol de toda a sociedade, a penúltima referência foram as DIRETAS JÁ. Mas me pergunto: O gigante acordou naquele mês e voltou a dormir ou alguém deu um chá de camomila para ele descansar?

Quando olho para trás e vejo o que passei diante dos atos, me vem a sensação de orgulho, pois pude fazer parte da história e ao mesmo tempo busquei modificar o que não achava correto. Mas o orgulho gera também frustração porque me deparo com um país onde os governantes não temem o seu povo, e sim o povo que teme os seus governantes.

Em junho de 2013 levei na mochila, seguindo as dicas de alguns colegas, vinagre numa toalha de rosto para que assim pudesse participar de um dos atos realizados em São Paulo. O que achei mais incrível foi que, no instante em que pisei na região da Consolação com a Avenida Paulista, os policiais jogaram uma bomba de gás lacrimogêneo. Meus olhos ardiam, minha respiração falhava e achei que fosse ter um "treco". Acho que o vinagre na hora ajudou - alguns especialistas dizem que o produto não alivia o gás em si -, mas comigo deve ter dado um efeito placebo porque me senti bem na hora.

O vinagre virou símbolo de um policiamento falho e de um governo que não tem ideia do poder de seu povo. Eu quero ouvir neste um ano não a clássica música "parabéns a você", e sim gritos contra a corrupção, roubalheira, injustiça, dentre inúmeros itens que se eu for citá-los não caberão aqui. Mas me veio à mente uma canção que minha mãe cantarolava para mim quando era criança:

"Olhinhos de azeitona,

Nariz de batatinha,

Boquinha de tomate, que linda saladinha".

Agora sim, percebi que meu rosto é realmente uma "saladinha", pois nas minhas memórias o que não me saía do corpo, roupa e mente era o forte cheiro de vinagre. O gigante não dormiu, ele apenas precisa compreender que a Copa não é o problema, ela é um cartão diplomático para abertura do mercado econômico, o que foi desviado ocorre antes mesmo do sorteio para a escolha do país sede e que o Brasil sofre com a corrupção há anos. Que todas as quartas-feiras quando ocorre um campeonato brasileiro ou paulista, ela continua existindo porque o governo permite o pão e circo, porém ultimamente a corrupção só tem sido percebida devido à realização da Copa do Mundo.

2014-04-27-changebrazil.jpg

Não seja hipócrita de criticar o esporte ou evento em si. Um dia a Copa vai terminar e logo depois campeonatos estatais de futebol que acontecerão por todo o país e lhes pergunto: O problema realmente está na Copa? Vamos arrumar o gigante, mostrar-lhe os caminhos e aí sim aquele que dormia, para alguns, será colocado no posto de honra que tanto merece.

O caos é a única forma de mudança. Seja ela positiva ou negativa, isso varia de acordo com o lado em que você está! #ChangeBrazil #OGiganteAcordou #2014OqueVirá?