OPINIÃO
16/04/2014 13:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:23 -02

Quem é o jornalista dinamarquês que desistiu de cobrir a Copa?

Divulgação/Facebook

Como é fácil acreditar no que é compartilhado no Facebook. Está bombando na minha timeline desde terça-feira o post do suposto jornalista dinamarquês Mikkel Keldorf Jensen, que disse ter desistido de seu sonho de cobrir a Copa do Mundo no Brasil para não compactuar com a corrupção do evento e a “remoção” de crianças em estado de vulnerabilidade na cidade de Fortaleza. Aqui o post:

Jornalistas torceram o nariz para o “repórter que foge de notícia”, afinal, se ele tem uma boa história como a do menino de Fortaleza, por que não investiga essa “limpeza”? Amigos não-jornalistas louvaram a atitude honrosa de denunciar as mazelas do Brasil ao mundo e boicotar a Copa.

Leia também: "Quanto mais eu fosse atrás da história, mais em perigo as crianças estariam"

A questão é: quem é esse cara? Tentamos falar com ele pelo celular que ele disponibilizou em sua própria página no Facebook, mas nem chega a chamar, mandamos inbox pela rede social e nada de resposta. Pelo Twitter, mesma coisa.

O perfil de Jensen foi criado em fevereiro de 2013, bem como o de sua namorada Melanie Festersen Spile. Há mais referências a ele no Google com o nome Mikkel Keldorf do que Jensen. Há contribuições frequentes do jornalista no site Pladepressen, uma revista eletrônica que fala sobre o cenário musical da segunda maior cidade da Dinamarca, Aarhos. Ele também diz em seu currículo online ter escrito para a revista Scandasia, da editora Scand-Media Corp, que diz em seu site prestar serviços para empresas estrangeiras e organizações na Tailândia, e há reportagens em vídeo no seu canal no Vimeo.

Bem, dei uma olhada no material do cara, não pude ir muito longe devido à limitação do idioma e das traduções disponíveis na internet, e só posso dizer que essa história me parece, no mínimo, suspeita. Não estou dizendo que Mikkel Jensen não existe ou não é jornalista ou que seu post no Facebook é um hoax. Ainda estamos investigando isso aqui no Brasil Post. Só quero fazer um convite à discussão: por que estamos compartilhando um desabafo de um suposto jornalista gringo que descobriu que a Copa no Brasil não é um unicórnio galopando em um arco-íris? Pois ele está boicotando a Copa e você também quer boicotar? Pois a história é incrível e não deu para resistir? Pois precisamos de um estrangeiro para falar com propriedade sobre a nossa realidade? Não sei, estou aberta às mais variadas respostas. Mas não compraria toda informação que está no Facebook se fosse você. E considero desproporcional o número de compartilhamentos do post de Jensen com o de informações disponíveis e críveis sobre ele mesmo. Fica o convite a Jensen para se apresentar e esclarecer de uma vez por todas essa história.

Atualização (16h50):

Conversei com Jensen por telefone e a você pode conferir a entrevista na íntegra aqui. Segue um trecho abaixo:

Brasil Post: Devo admitir que até pensei que poderia ser um fake, mas você existe, certo? (Risos).

Mikkel Jensen: Sim, sou de verdade.

Muitos jornalistas aqui no Brasil não entendem porque você desistiu de cobrir a Copa. Você disse que ficou muito triste ao descobrir o preço real da Copa, mas por que você não quis fazer reportagens sobre a “limpeza” de pessoas em Fortaleza?

Eu tive a impressão de que, quanto mais eu fosse atrás da história, mais em perigo estariam essas crianças em Fortaleza.

Por que?

Porque minhas fontes me disseram que estavam fazendo essa limpeza na cidade para os estrangeiros verem. Eles fazem isso para os gringos, e os jornalistas gringos, não verem as crianças de ruas.