OPINIÃO
31/05/2015 16:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:19 -02

FIFA 16 terá mulheres em campo pela primeira vez

Talvez essa seja a melhor estratégia para acostumar o público a jogar e se familiarizar com o futebol feminino para, quem sabe num futuro, vermos surgir um FIFA só de futebol feminino.

Na semana passada, a Eletronic Arts revelou, através de um trailer do jogo, que o FIFA 16 terá seleções femininas. O jogo será lançado no dia 22 de setembro, mas foi (convenientemente) anunciado apenas dia depois da busca e prisão de vários dirigentes da entidade e de demais suspeitos de envolvimento num enorme esquema de corrupção.

Timing à parte, David Rutter, diretor da série, revelou em entrevista ao jornal britânico The Guardian que a inserção de seleções femininas era um projeto que já vinha sendo desenvolvido ha algum tempo. A justificativa para esse 'tempo', segundo Rutter, foi o aprimoramento de tecnologia para que, no gráfico do jogo, os players pudessem 'diferenciar homens de mulheres'. Humm...

O resultado pode ser visto no vídeo abaixo. Mas se você assistir com um pouco mais de atenção verá, aliás, não verá, nenhuma das nossas jogadores, nem mesmo a super Marta, em campo. A seleção faz, sim, parte do elenco feminino, junto de outras onze equipes incluindo Alemanha, Estados Unidos, Canadá, França, Inglaterra, Suécia, China entre outras. As jogadoras passaram pelo mesmo processo de captação de imagens que os jogadores de outras edições do jogo, inclusive nas comemorações e gestos personalizados.

https://www.youtube.com/watch?v=siVeBCaYeko

A iniciativa em si é impar e deve ser recebida com entusiasmo. Talvez essa seja a melhor estratégia para acostumar o público a jogar e se familiarizar com o futebol feminino para, quem sabe num futuro, vermos surgir um FIFA só de futebol feminino. De qualquer forma, se você vasculhar as reações dos fãs da série nas diversas notas que saíram depois do vídeo, verá que o nível de insatisfação é bastante alto. Os motivos? Até agora não li nenhum que não passasse do sexismo besta ou daquela birra de criança que 'perdeu o brinquedo'. Convenhamos, com isso ninguém perde e se você realmente acredita que a iniciativa da EA seja um problema, que tal elaborar uma boa resposta com argumentos plausíveis, técnicos ou minimamente inteligíveis pra dividir com a gente?

PS: Esse texto foi produzido com a consultoria de um gamer experiente.

(Fotos: Divulgação/EA Sports)