OPINIÃO
02/03/2015 15:49 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Quem matou?

O escritor Frantz Fanon, referindo-se a colonização na Africa, escreveu: "todo espectador é um covarde ou um traidor". Assim me sinto.

As ultimas palavras do menino antes de morrer, foram:

"A gente só tava brincando, senhor".

O menino e seus amigos faziam um "selfie".

O menino e seus amigos corriam.

O policial atirou nos meninos que corriam, porque corriam.

Como tantos outros meninos de sua idade mundo afora, faziam selfies e corriam.

Mas aqui,

Meninos negros que correm, estão fugindo.

Meninos negros e pobres que correm com um celular, são ladrões.

Meninos negros e pobres podem ser eliminados.

Meninos negros e pobres estão sempre sob suspeita e devem ser eliminados.

O homem que os matou se olha todos os dias no espelho e acha normal matar jovens negros e pobres.

O motorista de táxi que peguei ontem, o empresário que fala alto no aeroporto, também acham normal.

A dona da loja quer proibir jovens negros de entrar no shopping.

Uma jornalista sugere que os ônibus da zona norte não levem jovens negros para as praias da Zona Sul.

O homem que matou é um policial, pago com nosso dinheiro.

Nosso dinheiro paga a policia que mata quatro jovens negros por dia.

São mais de vinte mil jovens negros mortos por ano.

Não estamos em guerra.

Sim, temos um governo legitimo e democrático.

Sim, temos uma constituição que garante direitos iguais para todos.

Quem matou foi um pm.

Quem matou foram governos, cujo silêncio sobre essas mortes, grita.

Quem matou foram jornais, onde esses assassinatos nunca são manchete.

Quem matou fui eu, que na minha omissão, também colaboro para a barbárie.

2015-02-27-11o_tema__pelourinho.png