OPINIÃO
10/11/2014 17:33 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:44 -02

ENEM atinge marca de 1,1 milhão de menções nas redes sociais durante fim de semana

Desde segunda-feira, 3 de novembro, o volume de menções ao Enem começou a subir nas redes sociais.

Por Daniela Tranches de Melo

Realizado neste fim de semana, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) atraiu grande mobilização nas redes sociais e bateu a marca de 1 milhão e 110 mil menções no Twitter entre sábado e a manhã de segunda. Principal assunto do microblog ao longo da última semana, o exame ficou amplamente destacado em várias regiões do Brasil, conforme análise do Pulso do País, ferramenta de monitoramento e análise de rede da FGV-DAPP. O pico de postagens aconteceu por volta das 18h de sábado - com média de 40 posts por segundo.

Posts sobre Enem durante o fim de semana

Desde segunda-feira, 3 de novembro, o volume de menções ao Enem começou a subir nas redes sociais. Na terça-feira passada, foram 66 mil postagens na categoria de Educação do Monitor de Temas, outra ferramenta da DAPP-FGV. E o número subiu regularmente até o fim de semana da prova. Na sexta, a mesma categoria reconheceu 200 mil publicações virtuais. No entanto, as referências ao Enem se concentravam até sábado em especulações sobre o conteúdo cobrado. Após a realização da prova, os casos de atrasos, as eliminações e o debate sobre assuntos na pauta da avaliação dominaram a discussão na web.

A redação da prova, que abordou a legislação sobre publicidade infantil, motivou mais de 253 mil tuítes, e outras 110 mil postagens falaram especificamente sobre o conteúdo do Exame, originalmente criado para privilegiar o raciocínio lógico sobre o conhecimento específico e que, este ano, exigiu maior estudo de fórmulas e conceitos técnicos, como os demais vestibulares. As perguntas de química (9.400 menções) e matemática (8.600) receberam amplo destaque.

Enem ainda era destaque no Pulso do País ao meio-dia desta segunda (10)

Após o exame, já apareciam com destaque no Pulso do País palavras a respeito da correção e divulgação dos resultados, como "gabarito", "questões" e "caderno". Cerca de 13 mil tuítes repercutiram o elevado número de candidatos - 1.500, segundo o Ministério da Educação - que acabaram com a inscrição cancelada por usar celulares, fazer fotos e se comunicar nas redes sociais durante a avaliação. A palavra "selfie", por exemplo, aparece 2.800 vezes ligada ao Enem. A presença maciça do termo "vida", ligado 30 mil vezes a Enem, sintetiza a relevância atual da prova para os estudantes brasileiros. A avaliação é usada por grande parte das universidades brasileiras como processo seletivo.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.