OPINIÃO
15/02/2016 12:28 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

5 coisas que talvez você AINDA não saiba sobre a Austrália

Recentemente, passamos pela Austrália. Diante de tantas novidades e maravilhas, achei legal compartilhar com vocês algumas curiosidades. Então, bora "conhecer" a Austrália juntos!

Olá, Amigos!

Recentemente, passamos pela Austrália. Diante de tantas novidades e maravilhas, achei legal compartilhar com vocês algumas curiosidades. Então, bora "conhecer" a Austrália juntos!

1. Nem pensem entrar na água! (A menos que seja na grande barreira de corais)

Encontramos praias vazias, sempre sinalizadas com placas de "Atenção! Proibido entrar na água! Perigo de crocodilos!". Como assim? Sim! Eles existem! Crocodilos de água salgada chegam a medir entre 4 e 6 metros de comprimento. Como ficam escondidos na água, a possibilidade de ter um perto de você é grande. Eles são animais pacientes e oportunistas, que adotam uma dieta alimentar formada basicamente por qualquer coisa que se mexe. Ops! Marcando o território, acho que a presença deles já é um bom motivo para a gente ficar fora d'água.

Mas, se vocês acham que já basta a presença dos crocodilos para se manterem longe do mar, então, vamos falar sobre a água viva. Com mais de 60 incidentes fatais nos últimos 100 anos, o índice de casos poderia até ser considerado baixo para muita gente, mas, aqui, foi o suficiente para todos ficarem atentos. O "Box Jellyfish" tem tentáculos que alcançam, no máximo, 3 metros e pode causar a morte de uma pessoa em minutos. Mesmo aparecendo com mais frequência em uma época específica do ano (de outubro a maio), o veneno dele é um dos mais fortes - e fatais - entre as espécies.

Como essa água viva só fica na parte rasa, então, dá para fazer um mergulho de boa. Aqui vale uma dica legal: junto com a toalha, leve vinagre. Ele é o antídoto contra o veneno. Vinagre? Sim! Vinagre normal. Na Austrália, os profissionais avisam para aplicar vinagre na hora para evitar qualquer tipo de reação. A picada mortal pode causar ataque cardíaco ou choque anafilático, Então, se não tiver ninguém para ajudar, a pessoa pode morrer imediatamente.

Mas não estou aqui para assustar vocês. Nada disso vai acontecer se vocês forem preparados! Mesmo assim, se sentirem medo, fiquem calmos, que o governo da Austrália está bem preparado e mantém várias piscinas públicas, espalhadas pelo país, para aproveitar os dias quentes de verão longe de crocodilos e água viva. Em algumas praias, há também uma espécie de rede na parte rasa do mar para as pessoas se banharem com mais segurança.

2. Diversidade de animais e fauna, que só pode ser encontrada aqui.

A Austrália apresenta várias razões para a gente querer fazer uma visita. Com mais de 800 espécies de pássaros, uma olhada para o céu pode garantir a visão de algo novo. Quer fazer um mergulho? Existem mais de 50 espécies de mamíferos marinhos de vários tamanhos. A diversidade é espetacular! Cangurus, coalas, ornitorrincos e até o diabo-da-tasmânia são encontrados somente aqui. O país é cheio de novidades e 80% dos animais e plantas são exclusivamente australianos.

3. Pode comer isso? Pode!

Para quem tiver "estômago bom", os cardápios estão cheios de novidades. Crocodilo, canguru ou ema. Cada um tem uma forma de preparo. Vimos costelas e hambúrgueres de crocodilo, bife de canguru e linguiça de ema. A parte mais fácil é comer, mas a caça é melhor deixar para os profissionais.

4. Mais de 200 línguas e dialetos!

A maioria das famílias na Austrália (76.8%) fala inglês em casa, as demais, mandarim, cantonense, italiano, arábico, grego... e, é claro, as línguas aborígines. Acredita-se que existiam mais de 400 línguas aborígines antes do contato com os europeus. Agora, restam 70, sendo que 30 estão perto de extinção.

5. Grandiosa!

A Grande Barreira de Corais não se chama "grande" à toa. Com 2.300 quilômetros, é a casa para 4.000 espécies de peixes e pode ser vista do espaço! Claro que a Expedição Oriente caiu na água por lá. Foi um dos mergulhos mais impressionantes, até agora. Superou nossas expectativas. Vimos corais gigantes de várias cores, raias e tartarugas. A beleza das águas claras me lembrou as da Polinésia Francesa. Com essa experiência, a Grande Barreira de Corais entrou na minha lista Top 3 de mergulhos. Pelo menos, até agora.

Abraços,

Emmanuel.

PS: Ah! Confira um pouco mais do nosso mergulho na Grande Barreira de Corais!

Galeria de Fotos Os 20 melhores países para viajar sozinho Veja Fotos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: