OPINIÃO
16/11/2014 19:44 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

O problema continua como sempre esteve

Eu corro o risco de ser repetitivo... do tipo: "lá vem o dentista da ONG falar sobre saúde bucal!" Mas não há melhor momento para se colocar em pauta essa questão.

Bloomberg via Getty Images
Colgate-Palmolive Co. Colgate brand tooth brushes sit on display for sale in a supermarket in Princeton, Illinois, U.S., on Wednesday, July 30, 2014. Colgate-Palmolive Co. is drawing bullish speculators as it prepares to report results. Options that pay off should shares in the world's biggest toothbrush maker rally 10 percent are priced at the highest relative to bearish contracts since 2011, according to data compiled by Bloomberg. Photographer: Daniel Acker/Bloomberg via Getty Images

Eu corro o risco de ser repetitivo... do tipo: "lá vem o dentista da ONG falar sobre saúde bucal!" Mas não há melhor momento para se colocar em pauta essa questão.

Na última semana a TdB reuniu dentistas voluntários de 14 países diferentes em São Bento do Sapucaí, interior de São Paulo, para discutir a odontologia (ou melhor, a falta de acesso a ela) sob um ponto de vista social (para ver tudo o que rolou, clique aqui). O evento fez tanto, mas tanto barulho, que a questão odontológica foi, pela primeira vez, pauta do programa Fantástico, da rede Globo. E, ouso dizer: nunca ouve denúncia mais contundente sobre o assunto na grande mídia. (Não viu, clique aqui)

Segundo a reportagem (que levou em consideração dados dos fabricantes de produtos de higiene pessoal), em 2013 os brasileiros usaram uma média de 2,16 escovas de dente por pessoa. Numa conta rápida (e altamente arbitrária, claro!), isso resulta em uma troca a cada seis meses - o que já um problema, ao levarmos em conta que a recomendação é de que isso ocorra a cada três.

Agora, reflita sobre a quantidade de escovas que você consome ao longo do ano... Dá pra ter uma ideia da quantidade de pessoas que ainda não têm acesso regular ao básico da saúde bucal, não?

Mas, os problemas não param por aí. Segundo o Conselho Federal de Odontologia, 20% dos brasileiros não vão ao dentista por falta de dinheiro, 46% consideram difícil o acesso ao dentista; 1/3 não concluem o tratamento público por problema de agendamento, 68% dos brasileiros não sabem que tem direito a tratamento odontológico público.

Mesmo assim, no meio de todo esse caos, algumas coisas me deixam um pouco (pouco mesmo) otimista. Essa foi a primeira vez que um representante do Governo Federal precisou vir a público explicar o descaso com a saúde bucal - ainda que ele alegue que o kit dental só pode ser distribuído se houver orientação profissional... vai que alguém se mate com uma escova, não é mesmo?! Essa foi também a primeira vez que uma cidade foi ocupada para discutir o problema (como Davos faz com a economia e Paraty faz com a literatura)... tomara que essa seja, por fim, a primeira vez que alguma coisa comece, de fato a ser feita! Não custa sonhar...

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.

Para saber mais rápido ainda, clique aqui.

VEJA TAMBÉM NO BRASIL POST:

Galeria de Fotos Benefícios do beijo para a saúde Veja Fotos