OPINIÃO
09/06/2014 08:50 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

O desconforto de Dilma (e o de milhões de brasileiros)

reprodução

No último dia 28 de maio, em São Bernardo do Campo (SP), uma das principais bases políticas do PT, a presidente Dilma Rousseff participou de um ato que celebrou os 10 anos do Brasil Sorridente - política de governo voltada à saúde bucal. E, claro, subiu no palanque para dizer umas palavras... Essas palavras:

Vendo o vídeo, a primeira coisa que me ocorreu foi: deve ser muito duro ser político. Chega a constranger o desconforto de Dilma. Ela fala sobre um monte de coisa que não domina. Que, provavelmente, é baseado em um relatório que alguém colocou em cima da sua mesa. E pinta um quadro muito melhor acabado do que a realidade.

Durante quase oito minutos de discurso, Dilma não explica nada que foi feito ou como foi feito... Tampouco traça um panorama do que ainda está por vir. No lugar disso, relaciona a criação do Brasil Sorridente à sensibilidade de Lula, personalizando o programa à figura do ex-presidente.

Quando Lula começou a falar sobre o programa Brasil Sorridente, ainda na campanha de 2002, todo mundo se encheu de esperança. Eu, inclusive. Pela primeira vez um presidente colocava a falta de acesso a dentista na agenda pública. E, aparentemente, entendia que a falta de dentes escondia um abismo social gigantesco - afinal, quem não tem dente é pobre. Hoje, no entanto, 10 anos depois de lançado, a ineficiência do programa é pública e notória. E dizer o contrário é virar as costas para os milhões de brasileiros que continuam com problemas odontológicos pela falta de tratamento adequado.

A Turma do Bem, OSCIP que gerencia uma rede de dentistas voluntários que atendem jovens que não podem pagar um atendimento odontológico, recebe centenas de pedidos semanalmente. São pessoas que não conseguem nem comer por conta do estado dos seus dentes. E nas triagens que realizam em escolas públicas a situação é calamitosa. Lá, encontram estudantes de 15 anos nesta condição:

2014-06-05-blogPost.jpg

Se, segundo a Dilma, ter dente é ser cidadão e ter dignidade, estes milhões de brasileiros ainda não o são.

PS: Ela ainda exalta a indústria nacional em um evento público usando uma jaqueta da Burberry.

Acompanhe mais artigos do Brasil Post na nossa página no Facebook.


Para ver as atualizações mais rápido ainda, clique aqui.