OPINIÃO
03/09/2015 18:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Apesar da crise, sou otimista

O simples fato de falarmos sobre nossos problemas enquanto sociedade me anima, e muito! A corrupção no Brasil e, mais importante, suas origens e formas de manutenção, finalmente são pautas dos grandes jornais e se tornaram assuntos do dia a dia dos brasileiros

Um fato: estamos em crise. No jornal, na TV, na rua... uma espécie de histeria coletiva parece ser transmitida de pessoa pra pessoa, como a tal da cegueira do Saramago. E no Facebook, então?!

Porém, há na crise uma dimensão diferente para cada um de nós. Para a grande maioria ela é econômica... para outros ela é política, ponto. E não podemos esquecer as crises ideológicas, conservadoras, progressistas, do futebol (ah, o 7x1), hídrica, energética... ufa! É tanta crise, tanta crise, que as mesas de bar parecem ter virado uma mistura meio mórbida do Roda Viva com Manhattan Connection (ou Havana, para os mais enrubescidos). E quando começa o já histórico confronto "Coxinha" x "Petralha" é possível até ouvir a vinheta do "Casos de Família".

Recentemente, numa dessas conversas que abrem o fim de semana, me vi no meio de um acalorado debate sobre o futuro do País e passei algumas horas discutindo os assuntos da semana (provavelmente de todas as semanas deste ano!), tentando descobrir quais perigos espreitam o Brasil nesse caminho tão nebuloso rumo à estabilidade. Eu era o único otimista da mesa. E, claro, fui criticado ampla e irrestritamente criticado por todos: "Como assim você tá vendo uma luz no fim do túnel, Bibancos?"

Pois é... O simples fato de falarmos sobre nossos problemas enquanto sociedade me anima, e muito! A corrupção no Brasil e, mais importante, suas origens e formas de manutenção, finalmente são pautas dos grandes jornais e se tornaram assuntos do dia a dia dos brasileiros. Grandes empresários, donos e empresas de representatividade global, estão sendo presos, acusados de crimes graves, e isso tudo está acontecendo aqui! Parece que finalmente estamos enfrentando nossos maiores problemas e acredito plenamente na nossa capacidade de resolvê-los.

Sempre ouvi na minha vida que nunca veríamos os PEIXES GRANDES serem pegos.... E não é que estamos vendo? Enfim , vai dar certo... Vamos sofrer mais uma vez, mas vai dar CERTO!!! Vamos continuar atentos, prestando atenção, com olhar crítico a tudo que lemos, vendo que nem em tudo direita ou esquerda estão certas, mas especialmente mantendo a autocrítica, pois toda organização começa dentro de nossas casas.