OPINIÃO
08/04/2016 20:09 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Observatório Cidadão de Piracicaba e Rede Engajados lançam o #EuVoto na cidade

Óscar López Rogado via Getty Images
Tablets at school.

Foi lançada, no dia 12/11, a plataforma #EuVotoPiracicaba, que permite aos piracicabanos e às piracicabanas opinarem sobre os projetos de lei em tramitação na Câmara de Vereadores.

Trata-se de uma iniciativa conjunta do Observatório Cidadão de Piracicaba e da Rede Engajados, com o apoio da Open Knowledge Brasil.

O programa utilizado pela plataforma é o DemocraciaOS, um software livre criado na Argentina, já presente em cidades da Espanha, dos Estados Unidos, da Finlândia, do México, da Ucrânia e lançado este ano na cidade de São Paulo pela OKBr.

"Estamos muito felizes pelo lançamento do #EuVotoPiracicaba, que mostra o potencial da plataforma (software livre) DemocraciaOS na promoção e aprimoramento dos processos de participação cidadã. Estamos à disposição para colaborar e trocar com os idealizadores da iniciativa para fortalecer o processo e aumentar o impacto na melhora da qualidade de vida na cidade. Outras cidades querem replicar o processo utilizando o DemocraciaOS e nos disponibilizamos a colaborar com essas iniciativas. Acreditamos que é um processo que se fortalece, e muito, com o trabalho em rede", afirma Ariel Kogan, responsável pela implementação do #EuVoto no município de São Paulo e conselheiro da Open Knowledge Brasil.

Segundo o site do #EuVotoPiracicaba, cada projeto ficará disponível para votação por tempo determinado e esta informação será especificada na página referente ao projeto de lei na plataforma. Os resultados das discussões sobre os projetos serão enviados a todos os vereadores e vereadoras da Câmara, com o intuito de contribuir com os debates e as decisões da casa.

Os critérios para a escolha dos projetos que são inseridos na plataforma levam em conta o potencial de impacto dos mesmos na qualidade de vida da população da cidade, na sustentabilidade e conservação ambiental, nos direitos humanos e na justiça social, no desenvolvimento econômico do município e na transparência e na participação social nas decisões públicas. Além de votar e compartilhar sua opinião, o usuário também pode sugerir projetos de lei pelo e-mail de contato do site.

LEIA MAIS:

- Democracia e internet: um novo ecossistema da participação social

- Política indecifrável: Comissão de Finanças e Orçamento palpita sobre educação sexual

Também no HuffPost Brasil:

6 negros transformadores do mundo dos negócios e da tecnologia