ENTRETENIMENTO
15/05/2020 13:17 -03

Walt Disney e sindicatos acertam medidas de segurança para voltar ao trabalho nos EUA

A gigante do entretenimento fechou seus parques na Ásia, na França e nos Estados Unidos no final de janeiro para ajudar a prevenir a propagação do coronavírus.

A Walt Disney e os sindicatos que representam trabalhadores do complexo Walt Disney World, na Flórida, chegaram a um acordo para garantias e medidas de segurança para proteger funcionários do coronavírus, anunciou o sindicato nesta quinta-feira, removendo um obstáculo para a companhia reabrir seus parques. 

As medidas incluem práticas de distanciamento social, aumento de limpezas e máscaras obrigatórias para funcionários e visitantes dos parques, segundo o Sindicato e Conselho da Indústria de Serviços, que representa cerca de 43 mil trabalhadores do Walt Disney World em Orlando. 

Hu Chengwei via Getty Images
Seguranças trabalham na reabertura da Disney em Shanghai no último dia 11 de maio. 

A Disney anunciou que algumas lojas e restaurantes na área de compras Disney Springs em Orlando vão abrir em 20 de maio, mas a empresa não estabeleceu uma data de reabertura para nenhum de seus quatro parques temáticos na Flórida. 

A gigante do entretenimento fechou seus parques na Ásia, na França e nos Estados Unidos no final de janeiro para ajudar a prevenir a propagação do coronavírus. 

O fechamento dos parques custou à empresa 1 bilhão de dólares de janeiro a março. Cerca de 120 mil funcionários da empresa foram colocados em licença não-remunerada, muitos deles “membros do elenco” dos parques, como são chamados pela Disney. 

Hu Chengwei via Getty Images
Em Shanghai, na China, o parque já reabriu para os turistas no último dia 11 de maio.