NOTÍCIAS
09/12/2019 09:26 -03 | Atualizado 09/12/2019 18:11 -03

Vulcão entra em erupção na Nova Zelândia e atinge dezenas de turistas

A polícia diz que não tem expectativa de sobreviventes.

Phil Yeo via Getty Images
Visão aérea do vulcão da Ilha Branca, na Nova Zelândia.

Um vulcão entrou em erupção no litoral da Ilha Norte da Nova Zelândia, nesta segunda-feira (9). Ao menos 5 pessoas morreram, outras dezenas ficaram feridas e várias ainda estão desaparecidas.

Pelo menos 50 pessoas, entre turistas e neozelandeses, estavam na ilha no momento da erupção. Cerca de 23 pessoas foram retiradas do local e levadas ao hospital com graves queimaduras. Pelo menos 8 pessoas são consideradas desaparecidas.

De acordo com a polícia neozelandesa, não é esperado encontrar nenhum sobrevivente. As condições adversas, com emissões de gases tóxicos e muitas cinzas, impedem as equipes de resgate de percorrer a ilha a pé.

“Com base nas informações que temos, não acreditamos que haja sobreviventes na ilha”, afirmou a polícia em um comunicado

O local é visitado frequentemente por turistas, e um cruzeiro da empresa Ovation of the Seas estava no local. Equipes resgataram 23 pessoas.

“Não temos certeza dos números nem temos certeza sobre seu bem-estar”, disse o vice-comissário de polícia John Tims em uma coletiva de imprensa, acrescentando que os agentes de resgate não têm acesso à ilha.

“O meio ambiente físico é inseguro para retornarmos”, explicou.

Michael Schade, um gerente de engenharia de San Francisco, foi um dos turistas que escaparam da ilha pouco antes da erupção.

Em um vídeo postado por ele no Twitter enquanto saía da ilha em um barco, uma enorme coluna de cinzas brancas se ergue no céu enquanto um grupo de turistas assustados se encolhe perto da praia.

“Isso é muito difícil de acreditar”, disse Schade. “Nosso grupo de viagem inteiro estava literalmente de pé na borda da cratera nem 30 minutos antes”.

Uma câmera posicionada na cratera, cuja propriedade e operação é da agência científica neozelandesa GeoNet, mostra grupos de pessoas se aproximando e se afastando da orla dentro da cratera, da qual um vapor branco emana constantemente, na hora anterior à erupção.

Às 14h, a câmera da cratera registra um grupo de pessoas —pontos minúsculos em relação ao vulcão imenso— bem perto da borda da cratera. Às 14h10, um minuto antes da erupção, o grupo se afasta, seguindo uma trilha muito usada através da cratera.

A erupção foi inesperada, mas não é incomum, disse um especialista.

“Pode se esperar erupções súbitas, inesperadas de vulcões como o Ilha Branca a qualquer momento”, disse Shane Cronin, vulcanólogo da Universidade de Auckland.