'Se houvesse somente um leito de UTI, qual destas pessoas você salvaria?'

Por exemplo, como escolher entre sua mãe, esposa ou filha? E entre sua mãe e seus dois filhos?

A prefeitura de Teresina publicou um vídeo com uma mensagem forte para nos relembrar, pela milésima vez, que quem pode deve ficar em casa para ajudar no combate ao novo coronavírus.

Eles escolheram três pessoas para responderem à seguinte pergunta: “na sua opinião, o que é pior: o isolamento social ou o coronavírus?”. Todos os convidados responderam que o isolamento é pior que a covid-19.

A autônoma Rosângela Carvalho e os empresários Múrcio Moura e André Alves defendem que precisam trabalhar, lembram que as pessoas estão passando necessidade e que “não aceitam essa situação [confinamento]”.

Em seguida, os convidados são questionados: “com o fim do isolamento social e um colapso do sistema de saúde, se houvesse apenas um leito de UTI disponível, qual dessas pessoas você salvaria?”.

É então que eles são surpreendidos e ficam de frente com seus familiares:

O empresário André responde: “Não, como assim? Minha família!”. A autônoma Rosângela aparentemente assustada diz a mesma coisa: “Não tem como eu escolher. Porque são pessoas que eu amo”.

Já Múrcio mal consegue falar e começa a chorar antes de dizer: “Minha família. Para essa pergunta eu não tenho resposta”.

Infelizmente, com o grande número de pacientes internados e precisando de UTIs por causa do novo coronavírus, profissionais de saúde têm de responder essa pergunta e escolher qual paciente vai para UTI e qual espera por novas vagas.

O vídeo termina dizendo o óbvio: isolamento social é ruim, pior ainda é perder quem a gente ama. Veja na íntegra:

O vídeo é muito emocionante pois joga na cara das pessoas a possibilidade de ter um parente ou amigo vítima de covid-19. Muitas pessoas elogiaram a ação:

Nós já falamos aqui nesta reportagem no HuffPost, mas não custa repetir: uma simples tosse pode levar uma carga viral muito elevada e contaminar pessoas em locais públicos.

Além disso, quanto mais gente infectada, menos os hospitais conseguem dar conta da demanda pois pacientes vítimas do novo coronavírus ficam até 14 dias usando respiradores nas UTIs dos hospitais, enquanto normalmente um paciente fica hospitalizado de 5 a 7 dias. Leia na íntegra aqui.

Nesta segunda-feira (27), o número oficial de pessoas contaminadas com o novo coronavírus é de 61.888 pessoas no País, foram registradas 4.205 mortes. A taxa de letalidade do vírus no Brasil é de 6,8%.

No mundo, esse número chega a 2,9 milhões de casos e mais de 207 mil mortes, de acordo com mapeamento do Centro de Recursos de Coronavírus da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.