COMPORTAMENTO
24/09/2019 11:29 -03 | Atualizado 24/09/2019 17:57 -03

Airbnb busca voluntários para passar 30 dias na Antártida

Cinco voluntários vão participar de uma missão que vai analisar amostras de neve para saber até que ponto os microplásticos chegaram ao Polo Sul.

Ruben Earth via Getty Images
Airbnb convida voluntários a passar um mês na Antártida.

Você já pensou em visitar o Polo Sul? Talvez, o convite que você estava esperando acaba de chegar. O Airbnb está em busca de cinco voluntários para participar de uma missão científica na Antártida.

O projeto “Sabático na Antártida” é uma parceria da plataforma com a organização Ocean Conservancy e tem como objetivo analisar o impacto da poluição dos plásticos na fronteira gelada.  

Entre os meses de novembro e dezembro de 2019, os brasileiros vão integrar o time liderado pela cientista Kirstie Jones-Williams para realizar a pesquisa.

“A maioria das pessoas pensa na Antártida como um continente intocado e isolado, mas evidências recentes mostram que até mesmo os locais mais remotos são afetados pela poluição plástica”, explica a cientista Kirstie Jones-Williams.

“Essa expedição nos ajudará a entender os trajetos do microplástico até chegar a regiões remotas, como a Antártida, e ela ocorre em um momento muito importante para destacar nossa responsabilidade de proteger o meio ambiente”, acrescenta. 

De acordo com o Airbnb, não são necessárias qualificações formais, apenas espírito aventureiro, paixão pelo meio ambiente e disposição para se candidatar para as vagas.

Entenda o cronograma do projeto:

 

- Participar de um treinamento de imersão em Punta Arenas, no Chile, onde irão se preparar em cursos de glaciologia e amostragem de campo, assim como trabalho de laboratório e prática de equipamentos.

 

- Voar para a Antártida para iniciar sua missão científica, pousando em uma pista de gelo azul formada naturalmente no interior do continente onde a pesquisa será conduzida.

 

- Coletar amostras de neve do interior da Antártida e estudá-las para determinar o quanto os resíduos e a poluição viajaram pelo mundo.

 

- Aproveitar a oportunidade para explorar a beleza de lugares da Antártida como Drake Icefall, Charles Peak Windscoop e Elephant’s Head para aprender sobre a geografia do continente.

 

- Retornar ao Chile, onde continuarão a estudar suas descobertas e trabalhar com a Ocean Conservancy para se tornarem embaixadores pela proteção dos oceanos. Na função de defensores, eles vão fornecer informações sobre como a comunidade do Airbnb e outras pessoas podem ajudar a minimizar o impacto plástico coletivo e apoiar a missão da Ocean Conservancy.

 Para se candidatar, basta acessar o site do projeto e preencher o formulário.