NOTÍCIAS
23/02/2019 17:51 -03 | Atualizado 23/02/2019 20:14 -03

Vídeo mostra caminhão com ajuda humanitária na Venezuela pegando fogo

Deputada acusa regime de Maduro de ter incendiado veículos no "Dia D" da crise mais aguda da Venezuela.

Reprodução/Twitter
Caminhão com ajuda humanitária em Ureña, na Venezuela, foi incendiado.

Dois caminhões que levavam ajuda humanitária da Colômbia para a Venezuela pegaram fogo já em território venezuelano. O incidente ocorreu na ponte Francisco de Paula Santander, que liga Cúcuta, na Colômbia, a Ureña, na Venezuela neste sábado (23), o “Dia D” da mais aguda crise no país vizinho.

Uma gravação ao vivo postada no Twitter mostra o desespero de venezuelanos ao perceber que mantimentos e alimentos estavam sendo queimados. Muitos conseguem recolher caixas de remédios e livrá-las das chamas.

Os locais acusam a Polícia Nacional Bolivariana de ter ateado fogo. Muitos xingam o “usurpador”, como classificam o ditador Nicolás Maduro.

“As pessoas estão tentando salvar a carga, a ajuda humanitária que o ditador Maduro mandou queimar, a ajuda humanitária que era para salvar humanos, venezuelanos, nossos filhos”, diz a deputada venezuelana Gaby Arellano.

 Clique no tweet abaixo ou neste link para assistir ao vídeo completo.

A fumaça espessa se espalhou pela área. Parte da carga foi perdida.

Confrontos violentos nas fronteiras

O Dia D está sendo marcado pela escalada da tensão na fronteira da Venezuela com a Colômbia e com o Brasil. Os militares têm lançado bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha em manifestantes que tentam furar o bloqueio. Venezuelanos montaram barricadas e jogaram pedras em militares.

Ao menos 3 pessoas morreram nos confrontos de hoje em Santa Elena De Uairén, cidade venezuelana na divisa com o Brasil. Dezenas de pessoas ficaram feridas.

Mais no fim da tarde deste sábado, manifestantes lançaram bombas de coquetel Molotov no acampamento da Guarda Nacional Bolivariana em Cúcuta, na Colômbia, na fronteira com a Venezuela.

Em Pacaraima (RR), o Exército Venezuelano lançou bombas de gás lacrimogêneo e deu tiros contra manifestantes no território brasileiro.

Galeria de Fotos Crise na Venezuela e tensão na fronteira Veja Fotos